Home > Notícias

Técnica para destravar o iPhone pode ser revelada ainda nesta segunda

Hackers já avançaram no desbloqueio ao aparelho e afirmam que crack definitivo pode estar disponível até o final do dia

Por Sumner Lemon, para o IDG Now!*

02/07/2007 às 14h40

Foto:

Hackers já avançaram no desbloqueio ao aparelho e afirmam que crack definitivo pode estar disponível até o final do dia

Agora que o iPhone finalmente chegou às mãos do consumidor, começa a corrida para destravar o aparelho. Segundo informações em fóruns, um crack para desbloquear o iPhone pode estar disponível até o final desta segunda-feira (02/07).

Telefones bloqueados, como iPhone, só podem ser utilizados na rede de uma operadora específica, estratégia que protege os subsídios da operadora aos aparelhos. Mas o custo do telefone da Apple, que é de 500 ou 600 dólares (dependendo da capacidade), não é subsidiado pela AT&T.

Além de pagar o valor integral do aparelho, os usuários ficam presos a um contrato de serviços de dois anos, que exige um pagamento de 60 a 100 dólares de serviços de dados por mês.

O desbloqueio do aparelho permitirá que ele seja usado com qualquer operadora com rede GSM (Global System for Mobile Communication) ou EDGE (Enhanced Data Rates for GSM Evolution).

Esforços para destravar o iPhone já podem ser detectados em vários sites da web, incluindo o Hackint0sh e o iPhone Dev Wiki. Os primeiros sinais são promissores.

Como outros telefones GSM, o iPhone usa um SIM (Subscriber Identity Module) card removível, desenhado para ser trocado entre aparelhos. Esse é um indicativo de que o bloqueio do aparelho é feito por firmware, que pode ser facilmente quebrado.

Não basta, contudo, simplesmente substituir o SIM card do iPhone pelo de outra operadora para que ele funcione.

Os hackers terão que driblar o processo de ativação do aparelho, que é feito por meio da versão mais atual do software iTunes lançada na sexta-feira (29/02), antes que possam usar o aparelho.

Sem a ativação, nenhum dos recursos do aparelho funciona - nem mesmo a câmera ou o tocador de música podem ser acessados. Além de contornar o processo de ativação, os hackers terão que desbloquear o próprio SIM card.

Mas isso pode acontecer ainda nesta segunda-feira. No domingo à noite, os hackers já tinham progredido em driblar a ativação, acessando arquivos de sistema e encontrando duas senhas usadas no telefone, segundo o iPhone Dev Wiki.

“Acho que amanhã, até o final do dia, já teremos um crack de ativação”, escreveu um usuário do site.

*Sumner Lemon é editor do IDG News Service, em Cingapura, e Steven Schwankert é editor do IDG News Service, em Cingapura.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail