Home > Notícias

Faturamento de lojas eletrônicas brasileiras cresce 49% no 1º semestre

Comércio eletrônico faturou 2,6 bilhões de dólares no primeiro semestre de 2007, impulsionado por 1 milhão de novos e-consumidores

Por Redação do IDG Now!

04/07/2007 às 11h05

Foto:

Comércio eletrônico faturou 2,6 bilhões de dólares no primeiro semestre de 2007, impulsionado por 1 milhão de novos e-consumidores

As lojas virtuais brasileiras faturaram 2,6 bilhões de dólares no primeiro semestre de 2007, de acordo com dados da e-bit, que mapeia o comércio eletrônico no País. O montante exclui passagens aéreas, automóveis e sites de leilão.

O número representa um crescimento de 49% em relação ao primeiro semestre de 2006 e uma alta de 5% sobre as expectativas da e-bit para o período.

Segundo a consultoria, três fatores principais influenciaram o crescimento, entre eles a entrada de novos e-consumidores no mercado. O número de internautas que fizeram pelo menos uma compra na web já passa de 8 milhões, um milhão a mais que em dezembro de 2006. Ao longo do primeiro semestre, cerca de 19% dos e-consumidores efetuaram sua primeira compra na web.

:: Conheça os vencedores do Prêmio Inovadores

Também influenciaram os resultados o aumento da freqüência de compras por usuários mais experientes e a escolha de produtos com maior valor agregado. Apenas em maio desse ano, cerca de 11% das pessoas que participam da amostra do e-bit disseram ter feito mais de dez compras nos últimos seis meses.

A média do valor gasto nas lojas virtuais nos seis primeiros meses do ano ficou em 296 reais, 3% acima do registrado em 2006, mesmo com deflação de 1,92% no canal web, segundo o índice e-flation do Provar (Programa de Administração do Varejo da USP e o Canal Varejo).

O mês de faturamento mais alto no período foi maio - data em que se comemora o Dia das Mães -, que respondeu por 19% do faturamento do semestre e registrou 1,6 milhões de pedidos.

O índice de satisfação e-bit/PwC no semestre foi de 87,15% sendo um dos maiores desde sua criação em 2000.

A medição do e-bit é feita nas próprias lojas, após a conclusão da compra pelo usuário.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail