Home > Notícias

Proteja seus filhos e o computador de ameaças online durante as férias escolares

Navegação aumenta no período, traz malwares, expõe crianças a conteúdo impróprio e pode colocar em risco adolescentes

Por Redação do IDG Now!

05/07/2007 às 11h17

criancas_na_web_70.jpg
Foto:

Navegação aumenta no período, traz malwares, expõe crianças a conteúdo impróprio e pode colocar em risco adolescentes

criancasweb150As férias de julho sinalizam que crianças e adolescentes passarão mais tempo em casa - e na internet. Contudo, criminosos não tiram folga e esta é a época perfeita para aplicar golpes.

Nesse período, a proliferação de malwares aumenta, alerta a empresa de segurança McAfee. A prática de crimes virtuais como phishings, ataques a comunicadores instantâneos e invasão de máquinas costumam aumentar durante as férias de julho, segundo a empresa.

Por desconhecerem estas ameaças, as crianças conectadas demandam mais atenção.

Em março deste ano, havia 1,5 milhão de crianças com idades entre 2 a 11 anos navegando na rede, segundo dados do Ibope/ NetRankings.

Para impedir que os pequenos internautas acessem conteúdos impróprios ou arriscados durante as férias, o mercado oferece algumas opções de browsers especiais.

O KidsBrowser 3.7 (9 dólares), da App4Mac Software; e o BumperCar 2.0 (29,95 dólares), da Freeverse Software possuem características similares. O principal objetivo é filtrar os sites que o público infantil poderá acessar.

Quem procura uma opção gratuita pode utilizar o KidRocket, que já vem com alguns sites, como o da Disney e Lego, adicionados aos favoritos.

O recurso Parental Control do Windows Vista permite que os pais saibam tudo que os filhos fazem no computador, além de restringir o acesso em determinados horários.

A Cartilha Diálogo Virtual, desenvolvida pelo HackerTeen junto à SaferNet Brasil, detalha o que pode ser feito na web e as ameaças consequentes.

Blogs, fotologs e redes P2P são algumas das práticas abordadas, sobre as quais são explicados os cuidados a serem seguidos.

Durante as férias, os adolescentes gastam até 91% de seu tempo online em sites de relacionamento, revelam dados da McAfee.

A empresa adverte que os pais devem observar também o comportamento dos filhos mais velhos. Isso porque uma pesquinsa revelou que quanto mais idade os adolescentes têm, maior o risco de divulgarem informações pessoais a estranhos.

Veja aqui algumas dicas para evitar problemas neste período:

  • Cuidado com os downloads gratuitos, como protetores de tela e papéis de parede
  • Os pais devem instruir as crianças a não divulgar informações pessoais na rede
  • Não abra links de e-mails de desconhecidos ou digite dados pessoais em janelas pop-ups
  • Os invasores não tiram férias: mantenha atualizados os softwares de antivírus e firewall.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail