Home > Notícias

Kaspersky processa rival de segurança na China por difamação

Empresa acusa Rising Technology de violar leis chinesas ao afirmar que softwares da Kaspersky deletam arquivos do sistema operacional

Por Sumner Lemon e Robert McMillan, para o IDG Now!*

11/07/2007 às 11h27

Foto:

Empresa acusa Rising Technology de violar leis chinesas ao afirmar que softwares da Kaspersky deletam arquivos do sistema operacional

A fabricante de segurança Kaspersky Lab está processando uma desenvolvedora chinesa de softwares de segurança por alegadamente fazer falsas acusações sobre práticas corporativas e negócios da Kaspersky.

O processo foi iniciado em corte chinesa contra a Rising Technology, afirmou Maxim Mitrokhin, diretor de desenvolvimento regional da Kaspersky na China, por e-mail.

A empresa acusa a Rising de violar leis chinesas ao dizer a seus clientes que o software da Kaspersky poderia danificar seus PC.

Além disto, a Rising teria difamado a companhia russa ao alegar práticas anticompetitivas e contratação de pessoas que atacavam a Rising em fóruns online e na imprensa.

"Ambas as alegações são mentirosas, e provaremos isto em corte", afirmou Mitrokhin, sem especificar a compensação que a empresa busca.

Em um comunicado divulgado assim que o processo da Kaspersky foi tornado público, a Rising chamou a companhia russa de "rainha dos falsos positivos", citando seis exemplos em que antivírus da Kaspersky apontou como malware arquivos de sistemas de programas.

Um dos falsos positivos alegados, descoberto no dia 19 de maio, envolve um arquivo do próprio antivírus da Rising, diz a empresa.

A Kaspersky iniciou seu processo no mês passado na Primeira Corte Intermediária do Povo da Cidade de Tianjin em nome do seu escritório chinês. A primeira audiência está programada para a última semana de julho, completou Mitrokhin.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail