Home > Notícias

Uso de iPod potencializa ferimentos por raio, alertam médicos

Médicos relatam em publicação científica caso de homem que foi atingido por um raio enquanto corria ouvindo seu iPod

Por Gregg Keizer, para o IDG Now!*

13/07/2007 às 11h20

Foto:

Médicos relatam em publicação científica caso de homem que foi atingido por um raio enquanto corria ouvindo seu iPod

Médicos britânicos alertaram na publicação científica New England Journal of Medicine que usar portáteis musicais, como o iPod, da Apple, em ambientes abertos com ameaça de raios pode ser perigoso.

Os especialistas citaram um caso registrado no Hospital geral de Vancouver, em 2005, no qual um homem de 35 anos foi levado à emergência após ter sido atingido por um raio enquanto corria ouvindo seu iPod.

Além de queimaduras de segundo grau no tórax e na perna esquerda, o homem tinha queimaduras no peito, no pescoço e nas laterais do rosto.

As queimaduras correspondiam à posição do fone quando ele foi atingido pelo raio. Os tímpanos do paciente romperam e sua mandíbula foi fraturada.

Embora os médicos não culpem o iPod por ter atraído o raio - na verdade ele caiu em uma árvore próxima para então atingir o homem -, eles acreditam que o aparelho contribui para os ferimentos.

“A combinação de suor e fones metálicos direcionou a corrente para a cabeça do homem”, eles alegaram.

Dois anos após o acidente, o paciente tem apenas 50% da audição e usa aparelhos auditivos para ouvir melhor.

Ele não é a única vítima do próprio MP3 player. Há pouco mais de um ano, Jason Bunch, então com 17 anos, também foi atingido por um raio enquanto ouvia seu iPod.

Segundo o jornal Denver Post, os ferimentos de Bunch levaram a perda de audição e ele teve queimaduras que seguiam o caminho dos fios do fone até o lado direito das costelas, onde ele carregava o aparelho.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail