Home > Notícias

Google é acusado de conteúdo pirata no Google Vídeo

Organização sem fins lucrativos lista 50 vídeos piratas, incluindo filmes, shows e episódios de série de TV, hospedados no serviço

Por Linda Rosencrance, para o IDG Now!

23/07/2007 às 10h42

Foto:

Organização sem fins lucrativos lista 50 vídeos piratas, incluindo
filmes, shows e episódios de série de TV, hospedados no serviço

Um grupo sem fins lucrativos acusa o Google de estar hospedando
vídeos protegidos por direitos autorais, incluindo filmes completos,
shows e programas de TV aberta e fechada no serviço Google Video.

O
acervo pirata do site inclui títulos como Harry Potter e a Ordem da
Fênix, Live Free or Die Hard (Duro de Matar 4), Sicko (novo filme de
Michael Moore), Hollow Man 2 (O Homem sem Sombra 2) e episódios da
série The Office, da NBC, segundo a organização norte-americana
National Legal and Policy Center (NLPC).

Na última semana, o grupo publicou uma lista dos 50 principais titulos hospedados ilegalmente no Google Video. O
Computerworld conseguiu baixar pelo menos um dos filmes citados pela
ONG.

O porta-voz do Google, Gabriel Stricker, disse que apesar
da exigência de que os usuários apenas postem conteúdos de sua autoria
no Google Video, a única forma de remover os conteúdos pirateados é por
meio de uma reclamação formal dos detentores dos seus direitos.

Segundo
Stricker, é totalmente possível que os autores dos títulos citados pela
NLPC quisessem que o conteúdo estivesse disponível no Google Vídeo, por
isso a empresa só removerá os vídeos mediante pedido dos detentores dos
direitos.

"Não
é preciso um matemático do Google para saber que muito desse conteúdo
está sendo hospedado sem o conhecimento ou permissão do detentor dos
direitos”, argumentou o presidente da NLPC, Ken Boehm.

*Linda Rosencrance é editora do Computerworld, em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail