Home > Dicas

Como comprar um gravador de DVD

Saiba o que precisa ser levado em consideração antes de escolher o equipamento para gravar seus DVDs

Por Redação PC WORLD EUA

26/07/2007 às 10h54

comprar_dvd_70.jpg
Foto:

Saiba o que precisa ser levado em consideração antes de escolher o equipamento para gravar seus DVDs

comprar_dvd_150O seu programa favorito mudou para um horário em que você não está em casa? Quer passar os seus vídeos caseiros para DVD? Eis alguns conselhos que você deve seguir antes de comprar um gravador de DVD.

Ao comprar um gravador de DVD tenha em mente dois pontos principais: o primeiro é que você deve adquirir um modelo com sintonizador digital (especificação contida nos mais modernos, que ficam mais caros por isso). Comprar um aparelho sem o sintonizador é indicado somente para quem vai fazer uso do sintonizador do equipamento de TV a cabo.

A outra preocupação diz respeito às restrições de suporte a determinados formatos. Gravadores de DVD para PCs, por exemplo, praticamente eliminaram este problema ao adotar o suporte multiformato. O mesmo, entretanto, não pode ser dito sobre os gravadores de DVD de mesa.

Alguns trabalham com os cinco formatos de discos de camada única (DVD-R/RW, DVD+R/RW e DVD-RAM), mas existem muitas exceções. O mais comum de se encontrar – especialmente quando se trata de equipamentos mais baratos – são combinações que suportam apenas DVD-R/RW, DVD+R/RW. Com tantas letras quase impronunciáveis juntas, é comum se ver confuso no momento de bater o martelo. 

Uma terceira consideração a ser estudada é verificar se o gravador suporta discos de camada dupla. Quem desejar gravar duas horas consecutivas na mais alta qualidade possível certamente vai querer essa função.

Formatos
Se a intenção é a de reproduzir sua coleção de DVDs apenas no player que foi usado para gravar os discos, a multiplicidade dos formatos não será um problema. Você pode focar os critérios de compra em outras características. Mas existem, claro, chances de que você queira pegar discos emprestados de outras pessoas ou utilizá-los em outros players que você tenha. Neste caso, você precisará gravar discos que possam ser lidos em outros equipamentos.

Os DVDs mais compatíveis com grande parte dos players são do tipo DVD-R e DVD+R – ambos graváveis uma única vez e não apagáveis. DVD-R é tradicionalmente tido como mais versátil do que o DVD+R; entretanto, a experiência irá variar conforme os players utilizados. Todos os modelos atuais de DVD players e drives de DVD-ROM (ou gravadores de DVD) lerão ao menos um destes formatos e uma substancial quantidade lerá ambos. ++++
comprar_dvd_150Alguns gravadores de DVD também suportam os discos de gravação DVD-R DL 8.5GB (chamados de “dual layer” neste formato) ou DVD+R DL (chamados de “double layer”). Estes discos têm o dobro da capacidade das mídias de camada única e são indicados para todos que precisam gravar vídeos na mais alta taxa de bit rate possível para máxima qualidade de imagem.

Geralmente, fabricantes de gravadores de DVD chamam esta função de gravar em altíssima qualidade de modo “XP” ou “1 hour”. Se o seu gravador suporta discos dual e double-layer, o modo XP permitirá a gravação de 2 horas de vídeo em uma mídia.

Cada um dos formatos graváveis diversas vezes traz as letras R e W no nome. Muitos tocadores de DVD podem reproduzir conteúdo armazenado nestas mídias, mas o grau de compatibilidade da mídia regravável não é tão alto quanto nas mídias graváveis uma única vez. Se você planeja usar discos gravados no seu DVD, cheque antes que formatos são suportados pela sua máquina.

Finalmente, existe o formato DVD-RAM, mídia regravável que vem com acesso randômico mais sofisticado que as outras. Esta é a melhor escolha para edição de imagens no próprio disco; o formato também permite gravação e reprodução ocorrendo de forma simultânea no disco. Contudo, nem todos os players podem tocar discos DVD-RAM; se você pensa em dividir conteúdo entre amigos, talvez esta não seja a melhor escolha.

Protagonista ou coadjuvante?
Os gravadores de DVD podem ser divididos em três subcategorias: gravadores diretos, gravadores com hard drives embutidos, e a combinação de gravadores DVD/VHS (algumas vezes é possível encontrar esse dispositivos com um hard drive também).

Gravadores diretos são funcionalmente muito parecidos aos de videocassetes, só que usando discos em vez de fitas. Essa á uma boa forma de gravar se você planeja transferir muitos vídeos amadores para o DVD, sem editar, ou se quer apenas gravar tudo direto em disco. Alguns players permitem que você realize uma pequena edição se gravar em formatos regraváveis, mas gravadores diretos não são bons se a idéia for fazer a edição com antecedência.

A segunda subcategoria, gravadores com hard drives embutidos, oferece uma gama de funcionalidade de gravação e a capacidade de arquivamento oferecida pelo gravador de DVD. Adicionar um disco rígido aumenta dramaticamente as funcionalidades de edição.

Nessa situação, é mais fácil gravar o conteúdo no HD primeiro e depois arquivar o que você deseja salvar do HD para o DVD. Usar um HD também facilita tarefas como editar os comerciais antes de transferir seus programas de TV preferidos para o disco, ou criar clipes com suas cenas favoritas.++++
comprar_dvd_150A terceira opção é a combinação de gravador de DVD com gravador de VHS. Isso é especialmente útil para passar suas velhas fitas para DVD, ou para copiar DVDs com vídeo para fitas, para que você possa compartilhar mais facilmente o conteúdo.

O preço de gravadores diretos variam entre 400 e mil reais; modelos com gravador de VHS ou HD variam entre 800 e 3 mil, dependendo do tamanho do HD. Modelos com sintonizador digital ATSC são ainda mais caros.

Muitos desses gravadores são oferecidos em conjunto com opções de melhorias, para otimizar DVDs de 480p para reprodução numa televisão de alta definição em 1080i ou 1080p, e conexão HDMI. Esse escalonamento embutido pode ajudar a produzir uma imagem melhorada comparada às obtidas pelo DVD padrão em uma HDTV.

Atributos de programação, gravação e reprodução
Assim como videocassetes, todos os gravadores de DVD oferecem um manual de programação. A maioria até oferece um botão para programação rápida com timer, geralmente em acréscimos de trinta minutos.

Se for gravar imagens via satélite ou de um sistema a cabo que requerem um conversor set-top box, é importante que o gravador seja capaz de controlar o receptor satélite ou cabo. Apesar de muitos gravadores poderem trabalhar com conversores set-top box a cabo, alguns não incluem o pacote infravermelho necessário; e muitos gravadores não irão funcionar de nenhuma forma com o conversor de satélite.

Além de programação manual, a maioria dos gravadores de DVD suporta VCRPlus+. Este é o código, publicado em jornais e guias de TV, para programação de velocidade de um videocassete. Gravadores com HD também podem oferecer um guia eletrônico, ou EPG, que permite gravação com apenas um clique.

Outro ponto importante a considerar é o tempo de gravação. Quanto maior a compressão utilizada, maior a capacidade de gravação no disco, porém com perda de qualidade.Todo gravador de DVD oferece várias configurações de compressão, podendo chegar até oito horas.

Alguns gravadores possuem a útil habilidade de ajustar automaticamente a qualidade de gravação com base no tempo estimado de gravação e espaço disponível em disco. Os equipamentos que têm HD são bons porque permitem escolher depois a qualidade que será usada para gravar na mídia.

Além de gravar e reproduzir DVDs, todos os players lidam com CDs de áudio em diversos formatos. Alguns modelos possuem entradas para cartões de memória, e a maioria inclui uma entrada DV para gravação de DVD diretamente de uma câmera digital.

Se você planeja conectar seu gravador de DVD a um home-theater, certifique-se de que o gravador tem saídas digitais de áudio que combinem com as entradas (coaxiais ou ópticas) no receptor áudio/vídeo ou processador surround.++++
comprar_dvd_150Pontos muito importantes a observar

:: Formatos de gravação
O DVD possui sete tipos diferentes de formatos de disco graváveis. Escolha um gravador baseado em quais formatos seu atual hardware usa e quais formatos se encaixam melhor a suas necessidades.

  • DVD-R: é gravado apenas uma vez (não pode ser apagado ou regravado). Este é o formato mais amplamente compatível com players de DVD; quase todos os modelos podem lidar com ele.
  • DVD-R DL: mídia de camada dupla para ser gravada uma vez, e acondiciona duas vezes mais vídeo do que um DVD-R de camada única.
  • DVD-RW: disco regravável do formato DVD-R. Ele é razoavelmente compatível com players comuns; este formato também é bem difundido.
  • DVD+R: gravável (não pode ser apagado ou retravado). Similar o DVD-R em compatibilidade com players.
  • DVD+R DL: mídia de camada dupla para ser gravada uma vez, pode gravar duas vezes mais vídeo do que um DVD+R de camada única.
  • DVD+RW: Disco regravável do formato DVD+R. Amplamente compatível com a maioria dos players.
  • DVD-RAM: formato regravável com excelente capacidade de acesso aleatório. Este é o melhor formato para edição em disco. Ele é compatível somente com players projetados para suportar o formato.

:: Capacidade de gravação
Gravadores podem aumentar a quantidade de vídeos que eles colocar em um disco por meio de uma maior compressão dos dados (e respectiva perda de qualidade de imagem). Mas esta característica não deve ser olhada isoladamente.

Se você já tiver decidido que a sua necessidade é gravar grandes blocos de programas em alta qualidade, compre um gravador que venha com disco rígido.

Se você quiser duas horas de vídeo de máxima qualidade em um único disco, esteja certo que o gravador escolhido suporta gravação em DVDs dual-layer.

:: Saída video-componente
Essas saídas permitem imagem de mais alta qualidade quando forem conectadas a uma TV, monitor ou projetor com entrada compatível, especialmente se o gravador tiver suporte para scan progressivo. ++++
comprar_dvd_150:: Conversor de alta-definição
Muitos gravadores agora oferecem saída HDMI e aumento de pontos para converter suas imagens para 1080i ou 1080p. Procure por esta funcionalidade se você planeja usar seu gravador com uma TV de alta definição LCD ou plasma.

Por meio da saída HDMI, é possível obter uma qualidade de imagem um pouco melhor do que a resolução padrão do vídeo que seria transmitido por uma saída HDTV ou vídeo-componente.

Aspectos um pouco menos importantes

:: Entrada DV
Também conhecida como FireWire ou suporte iLink, a entrada DV assegura máxima qualidade de áudio e vídeo quando o filme é transferido de uma filmadora digital, de um transmissor de TV a cabo ou receptor de sinal de satélite equipado com uma saída FireWire.

:: Saída A/V no painel frontal do gravador
Entradas áudio/vídeo na frente do painel tornam a conexão temporária com dispositivos como filmadora muito mais conveniente.++++
comprar_dvd_150Ponto de menor importância

:: Tipo de saída de áudio digital
Se você irá usar o gravador para assistir filmes a partir de um home-theater, é importante estar pronto para fazer uma conexão de áudio digital em um receptor A/V ou um processador surround.

Porém, a maioria dos receptores, processadores e gravadores de DVD oferecem conexão por cabo coaxial e óptico (Toslink), tornando raros os problemas de compatibilidade.

Considere ainda esses pontos antes de comprar

:: Por que preciso de um gravador de DVDs?
Se tudo o que você quer fazer é gravar programas de TV e guardar alguns deles, a melhor coisa a adquirir é um gravador de vídeo digital com um queimador de DVD embutido, ou um gravador de DVD com disco rígido.

Se o seu principal interesse é gravar DVDs a partir de vídeos caseiros, escolha um modelo com disco rígido, mas esteja certo de que o gravador ofereça boas funcionalidade de edição e uma entrada DV (também chamada porta FireWire).

Se você tem fitas VHS e quer transferir para DVD, um gravador de DVD/VCR pode ser uma alternativa cômoda e aprimorada para conectar o seu VCR no gravador de DVD.

:: Tenho de me preocupar com a compatibilidade?
Se a idéia é reproduzir os discos gravados em outros tocadores ou compartilha-los com outras pessoas, compre um gravador que suporte o maior número de formatos possíveis.

:: O que mais posso fazer com ele?
Some alguns pontos positivos se o equipamento puder tocar CDs com arquivos em MP3 e WMA, visualizar JPGs, e suportar aqueles arquivos armazenados em cartões de memória flash.

:: É fácil de usar?
Cheque os menus de telas e o controle remoto. Esta pode ser a grande diferença em quanto você usa e aproveita o dispositivo, especialmente se você faz muitas edições.

Nesses casos, olhe como o gravador organiza cenas para você e olhe os passos exigidos para realizar tarefas básicas como cortar, apagar e reorganizar cenas.

Se o manual estiver disponível online, acesse o conteúdo para ver se ele oferece explicações claras e detalhadas sobre tudo o que for relacionado à gravação e – especialmente para vídeos caseiros – edição.

:: A imagem fica boa depois das diversas compressões?
A performance da maioria dos gravadores é equivalente quando estão configurados para a qualidade máxima, mas é possível notar diferenças entre os modos 4, 6 e 8 horas.

Se o seu principal interesse é criar DVDs de vídeos caseiros, use alguma de suas filmagens mais bem feitas e veja como a qualidade de vídeo sobrevive à transferência.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail