Home > Notícias

Symantec revela ferramenta que descobre negociação de dados roubados

Chamado de Dark Vision, programa busca salas de chat e sites de crackers atrás de informações sigilosas e pode chegar ao mercado mundial

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

31/07/2007 às 11h16

Foto:

Chamado de Dark Vision, programa busca salas de chat e sites de crackers atrás de informações sigilosas e pode chegar ao mercado mundial

Pesquisadores da Symantec desenvolveram um sistema que rastreia sites do  underground online e salas de chat buscando por informações mailiciosas, que  poderá ser vendido pela internet.

Chamado de Dark Vision, o sistema foi desenvolvido em 2006 e permite que a
Symantec "rastreie a economia do submundo", afirmou Oliver Friedrichs, diretor de tecnologias emergentes do Symantec Security Response.

A Symantec ainda não decidiu quando ou se integrará o Dark Vision à sua linha de produtos.

"Neste ponto, é apenas um protótipo", afirma Friedrichs. "Mas vemos um grande número de oportunidades, incluindo o potencial para que usuários descubram se seus dados estão sendo divulgados".

Ladrões de identidade encontram com criminosos que compram informações em diversos sites chamados de "carders", onde são feitas a compra e venda de dados sigilosos.

Um número de cartão de crédito pode ser comprado por até seis dólares, diz ele, mas números de seguro social, endereços e telefones também podem ser facilmente encontrados.

Segundo ele, uma identidade completa sai por até 18 dólares.

O Dark Vision dá aos pesquisadores uma apresentação gráfica dos dados que foram roubados de determinados sites e salas de bate papo, mostrando exatamente onde estão os servidores "carders" e o que está sendo discutido.

Como as trocas são feitas secretamente (e por um preço), o Dark Vision captura apenas uma pequena fração dos dados que foram roubados - geralmente apenas amostras de dados publicados em fóruns para provar que as informações são legítimas.

Em seus primeiros três meses de teste, o Dark Vision apontou cerca de 800 cartões de crédito roubados, diz o executivo.

Mesmo com o sucesso, Friedrichs acredita que a ferramenta possa ser útil para companhias de cartão de crédito que querem encontrar pistas sobre vazamentos de dados.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail