Home > Notícias

Partículas geradas por impressoras podem ser prejudiciais à saúde

Nuvens de micro-partículas geradas por impressoras a laser podem penetrar nos pulmões, segundo universidade australiana

Por Redação do IDG Now!

01/08/2007 às 14h56

Foto:

Nuvens de micro-partículas geradas por impressoras a laser podem penetrar nos pulmões, segundo universidade australiana

Um estudo da universidade Queensland University of Technology, na Austrália, mostra que as partículas geradas pelas impressoras a laser podem ser mais prejudiciais que o cigarro.

O estudo, chefiado pela professora Lidia Morawska, mostra que as nuvens de partículas ultra-finas podem penetrar profundamente nos pulmões. As partículas podem ocasionar doenças respiratórias, algumas são potencialmente cancerígenas.

Segundo a professora, das 40 impressoras testadas, 13 eram emissoras de grandes quantidades. Todas eram relativamente novas.

Agora a professora pretende conduzir um novo estudo, identificando a química das partículas e alertando para normas para regular as emissões.

“Governantes regularam as emissões para dispositivos externos como veículos, estações de força e indústrias, porque não impressoras?”, indaga a professora ao jornal The Sydney Morning Herald.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail