Home > Notícias

Fabricantes de servidores testam nova geração de chips Xeon no Brasil

Intel traz ao Brasil o Xeon 7300, que inclui versão para Solaris, e detalha chegada de novos chips em 45 nanômetros

Por Nando Rodrigues, da revista PC World e Daniela Braun, editora do IDG Now!

03/08/2007 às 18h31

Foto:

Intel traz ao Brasil o Xeon 7300, que inclui versão para Solaris, e detalha chegada de novos chips em 45 nanômetros

A Intel informou nesta sexta-feira (03/08) que fabricantes no
Brasil já estão avaliando a plataforma de processadores Quad-Core Xeon
7300 para servidores. A expectativa, segundo Marcel Saraiva, gerente de
produtos para servidores da Intel para América Latina, é que até o
final de 2007 já existam servidores sendo oferecidos no mercado
nacional.

A partir do terceiro trimestre deste ano, as placas
Intel já estarão preparadas para receber os processadores de 45
nanômetros (nm), incluindo o Quad-Core Xeon 7300. Quem adquirir servidores
com estas placas, mas usando processadores com tecnologia de 65
nanômetros (os slots são compatíveis), poderão apenas substituir para o
novo modelo, quando lançado.

Os servidores baseados novo Xeon
7300 apresentam uma série de mudanças em relação às máquinas com Xeon
7100, incluindo barramento único entre o processador e o chipset, além
de modificações aplicadas à memória e à placa-mãe.

De acordo com a
Intel, plafaforma oferece desempenho até 16
vezes maior e proporciona alta economia operacional, como menor necessidade de administração.

A Sun, por exemplo, tem um acordo mundial com Intel para oferecer
servidores com quatro ou mais desses processadores otimizados para a
plataforma Solaris até o final do ano.

Leia também:
:: Substituto do chip Santa Rosa, chega em 2008, diz Intel
:: Intel libera overclocking em novo processador
:: Notebook tem lugar fixo em casa para 64% de seus usuários no País
:: Para Intel, mercado brasileiro de PCs é sofisticado
:: Brasil deve ser o 3º no ranking mundial de PCs em 2007, diz Intel

Cronograma de lançamentos
Servidores
monoprocessados com Quad-Core e Dual Core Xeon 3000, de 45 nn estarão
disponíveis a partir do primeiro trimestre do próximo ano.


os chips Xeon 5000 para servidores bi-processados de 45 nanômetros,
apelidados de Penryn, chegam ao mercado até o final de 2007. Ainda neste
trimestre, a Intel começa a oferecer placas compatíveis para receber as
versões de 45 nm.

A
evolução dos processadores Itanium 9000, fabricados em 90 nanômetros,
evolui para a plataforma Montvale, de 65 nanômetros, até o final do ano.
Sua evolução, um chip Quad-Core apelidado de Tukwila, está programada
para 2008.

Segundo Marcel, ao contrário do restante da linha
de chips para servidores, os modelos Itanium não serão produzidos em 45
nanômetros. A linha, chamada Poulson, será produzida no processo de 32
nm, mas ainda não sem data definida de lançamento.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail