Home > Notícias

Fujitsu pode ter discos de 2,5 polegadas com capacidade de 1.2 TB

Método permitirá a produção de discos de 1.2 terabytes com técnicas normais de gravação

Por Brian Fonseca, para o IDG Now!*

09/08/2007 às 14h50

Foto:

A Fujitsu Computer Products of America anunciou nesta semana a criação de padrões de nanoburacos em alumina para gravação de bits isolados, para grandes áreas de discos.

Com essa capacidade, a Fujitsu afirma que demonstrou com sucesso a habilidade de ler e gravar cada nano orifício da mídia, utilizando técnica comum de flying head em discos rotativos. A técnica consiste em uma cabeça de gravação magnética em um disco, que em movimento não toca a superfície, praticamente “voando”.

Esse avanço pode levar a empresa a produzir um HD com capacidade de 1.2 Terabytes, em um drive de 2,5 polegadas até 2010, segundo Joel Hagberg, vice-presidente de desenvolvimento de negócios na Fujitsu Computer Products of America.

A tecnologia é fruto de uma parceria entre a Fujitsu Computer Products of America, Yamagata Fujitsu e a Kanagawa Academy of Science and Technology.

Os discos rígidos menores gastam menos energia e necessitam de menos resfriamento, por esse motivo, usuários finais e de negócios precisam de HDs menores e com maior capacidade, afirma o analista do IDC, John Rydning.

“Esse avanço da Fujitsu permite que discos menores atinjam capacidades muito maiores. Do ponto de vista dos negócios, há uma vantagem no uso de menores drivers para aplicativos, pois consomem menos energia”, relembra Rydning.

*Brian Fonseca é editor da Computerworld em Framingham.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail