Home > Notícias

Universal será 2ª grande gravadora a vender canções digitais sem DRM

Gravadora anuncia teste que venderá, por seis meses, canções de seu catálogo, que conta com 50 Cent, Black Eyed Peas e Sting, sem DRM

Por John Blau, para o IDG Now!*

10/08/2007 às 16h38

Foto:

Gravadora anuncia teste que venderá, por seis meses, canções de seu catálogo, que conta com 50 Cent, Black Eyed Peas e Sting, sem DRM

O Universal Music Group é a gravadora mais recente a oferecer downloads de músicas digitais sem proteção anticópias.

Como parte dos seis meses de testes a terminar em janeiro, a Universal, subsidiária do conglomerado francês Vivendi Universal, venderá grande parte dos seus álbuns e canções de artistas como 50 Cent, Black Eyed Peas e Sting no formato MP3 sem tecnologia de restrição contra cópias DRM, afirmou a empresa nesta sexta-feira (10/08).

Em maio, a rival EMI começou a vender uma seleção de suas músicas sem DRM por lojas online, a começar pelo iTunes, da Apple.

A Universal, no entanto, não pretende vender suas canções livres pelo iTunes, seguindo anúncio que fez no começo de julho que ofereceria apenas uma parte de seu catálogo musical pelo iTunes.

Tecnologias DRM são desenvolvidas para combater a pirataria e controlar termos nos quais o conteúdo baixado pela internet pode ser copiado ou transferido para outros gadgets.

Uma pesquisa conduzida entre consumidores britânico pela Entertainment Media Research  revelou que 68% das 1,7 mil pessoas ouvidas afirmou que a única música que compensava comprar era sem DRM, ecoando a visão dos críticos da indústria de que o DRM invade seus direitos de ouvir suas músicas em diferentes plataformas.

Pelo anúncio, a Universal oferecerá conteúdo em formato Mp3 por sites na internet como Wal-Mart Stores, Best Buy e Amazon.com, assim como serviços dos próprios artistas, como do canadense Ryan Adams.

Ao contrário da EMI, as músicas sem DRM serão vendidas pela Universal pelo mesmo preço das atuais versões.

Além disto, a Universal espera compensar downloads de músicas sem DRM pelo serviço de propaganda AdWord, do Google.

A idéia de conectar anúncios do Google aos consumidores diretamente deve tornar o processo de busca e compra muito mais fácil já que pessoas usam o Google para buscar música online, segundo a gravadora.

*John Blau é editor do IDG News Service, em Düsseldorf.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail