Home > Notícias

Microsoft perde votação importante para padronização do Open XML

Comitê Internacional para Padrões de Tecnologia rejeita, por um voto, padronização do Open XML, o que dificulará obtenção do ISO

Por Robert McMillan, para o IDG Now!*

13/08/2007 às 18h54

Foto:

Comitê Internacional para Padrões de Tecnologia rejeita, por um voto, padronização do Open XML, o que dificulará obtenção do ISO

A Microsoft perdeu uma votação bastante importante em sua cruzada para desenvolver e tornar padrão uma alternativa ao padrão Open Document Format (ODF), criado e apoiado pela comunidade de software livre.

O grupo executivo do Comitê Internacional para Padrões de Tecnologia da Informação (da sigla em inglês, INCITS) rejeitou, por um voto, a aprovação do formato Open XML, da Microsoft. A votação terminou em oito a sete, quando o número necessário para aprovação era nove, anunciou o grupo.

A votação é mais um processo em uma longa batalha entre a Microsoft e a comunidade de software livre, que procura quebrar o monopólio da Microsoft entre padrões de criação e leitura de documentos.

A batalha esquentou para a Microsoft quando o padrão Open Documento Formato para XML foi apoiado por empresas como Sun e IBM, além de governos espalhados pelo mundo.

O Open XML é o formato padrão de arquivos usado pelo pacote Office 2007, da Microsoft.

O ODF foi aprovado como um padrão ISO no ano passado, sinal que poderia ganhar apelo entre organizações que preferem tecnologias que contem com padrões do tipo.

Recentemente, porém, a Microsoft vem pressionando para também quer que seu Open XML tenha o ISO, buscando aprovação pelo Comitê Integrado de Tecnologia (da sigla em inglês, JTC-1), que define padrões técnicos tanto para o ISO como para a Comissão Eletrotécnica Internacional.

Grupos de padrões como o INCITS, que está examinando a questão nos Estados Unidos, vêm debatendo se o padrão da Microsoft merece ou não apoio.

"O debate está correndo o mundo agora, em uma batalha travada por todos os países que já assumiram suas posições na questão", afirma Andrew Updegrove, advogado que defende o movimento de código aberto.

A INCITS tem até o dia 2 de setembro para decidir se suportará o padrão Open XML dentro do JTC-1, mas a votação desta semana mostra que o cenário não se concretizará caso a Microsoft não tenha algo em mente.

Leia também:

*Robert McMillan é editor do IDG News Service, em São Francisco

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail