Home > Notícias

Golpista virtual pode pegar mais de sete anos de prisão nos EUA

Jovem de 23 anos integrava rede de phishing scam que roubou dados de cartões e contas bancárias de assinantes da AOL

Por Gregg Keizer para o IDG Now!*

23/08/2007 às 19h42

Foto:

Jovem de 23 anos integrava rede de phishing scam que roubou dados de cartões e contas bancárias de assinantes da AOL

A justiça federal norte-americana pode condenar um jovem de 23 anos a mais de sete anos de prisão por envolvimento em uma rede de phishing scam a usuários do provedor AOL.

"[Estamos] comprometidos a investigar e punir o phishing via Internet e outros esquemas de roubo que podem destruir as vidas das vítimas", declarou o Procurador norte-americano, Kevin O'Connor, em um comunicado na quarta-feira (22/08).

Michael Dolan, de West Haven, na Flórida, admitiu sua participação na rede de golpistas online que aplicaram golpes em assinantes da AOL coletando nomes, números de cartões de crédito, dados de contas bancárias, números de seguro social e outras informações pessoais.

De 2002 a 2006, Dolan e outros envolvidos usaram softwares para coletar informações confidenciais das vítimas em salas de bate-papo. Em seguida, enviavam e-mails falsos que se faziam passar por cartões virtuais transportando cavalos-de-tróia, que infectavam as máquinas das vítimas.

Uma vez instalado, o cavalo-de-tróia bloqueava o acesso à AOL até que o usuário informasse itens como número de cartões de crédito e de contas bancárias em um formulário eletrônico.

Os dados roubados, combinados a outras informações pessoais, eram usados para compras online bem como em saques eletrônicos das contas das vítimas.

A divulgação da sentença de Dolan está marcada para 14 de novembro. O réu pode ser condenado a mais de cinco anos de prisão pela acusação de conspiração e mais dois anos por roubo de identidade, além de pagar uma multa de 30 mil dólares.

A punição deve ser mais severa porque o réu é reincidente. Em maio de 2004, aos 20 anos, Dolan foi condenado a dois anos de prisão domiciliar por ter acessado um computador sem autorização.

Em 2006, no entanto, Dolan foi condenado a nove meses de prisão por ter saído do Estado, e em outra situação, ter deixado o país sem permissão da justiça.

Dolan será o primeiro dos seis envolvidos no esquema de fraude virtual a ter a sentença anunciada. Somente um dos suspeitos, Daniel Mascia, também de 23 anos, ainda aguarda julgamento.

*Gregg Keizer é editor do Computerworld, em Framingham

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail