Home > Dicas

Apagou o arquivo errado? Deu pau no HD? Saiba que nem tudo está perdido

A primeira coisa a fazer é manter a calma. Conheça alguns programas que podem ajudar a resolver o problema

da PC World/EUA

10/09/2007 às 17h25

Foto:

A primeira coisa a fazer é manter a calma. Conheça alguns programas que podem ajudar a resolver o problema

Você jura que o arquivo estava lá há apenas um segundo! Antes de entrar em pânico e comprar um programa especial para restauração de arquivos, tenha certeza de que não está só piorando as coisas.

Se você tem certeza que deletou o arquivo, não rode nenhum desses softwares nem grave nada onde o arquivo estava armazenado, seja o HD, um USB flash drive ou um cartão de memória. Se fizer isso, correrá o risco de sobrescrever dados que poderiam ser recuperados.

Comece pelo óbvio. Se o arquivo não estiver na lixeira, vá no Iniciar, Pesquisar, Todos os arquivos e pastas e use a opção Quando houve modificações (se você não vir essa opção, clique em Exibir, Barra do Explorer, Pesquisar, e selecione Todos os arquivos e pastas).

No Vista, vá em Iniciar, Pesquisar clique na seta à direita da Busca Avançada, e selecione Data de Modificação no menu à esquerda. Procure qualquer arquivo recentemente criado, alterado ou renomeado.

Se você achar aquele que está procurando, salve-o em pelo menos dois dispositivos diferentes.

Se você não achar o arquivo, existe ainda uma grande chance de recuperá-lo com um utilitário de restauração. Vale a pena tentar dois deles, gratuitos – PC Inspector e FreeUndelete.

Mas e se você reformatou acidentalmente um drive, por exemplo?

Para situações em que é necessário mais potencial de restauração de dados, o File Scavenger da QueTek, oferece, por 49 dólares, muitas das possibilidades de restauração dos programas mais caros.

Enquanto isso, o Easy Recovery Professional da Kroll Ontrack é o top da restauração de dados, para quem pode desembolsar 500 dólares por ele. A solução vem com a ferramenta altamente potente de recuperação de dados da Ontrack e um jogo de utilitários para reparo de arquivos.

Ele realmente custa muito caro para uso pessoal, mas considere o investimento se você é dono de uma pequena ou média empresa e precisa cuidar bem de sua área de TI.

Disponível também em versão Lite (89 dólares), o Easy Recovery permite que você restaure apenas 25 arquivos por vez, o que pode ser um problema caso o volume de arquivos a recuperar seja muito grande.

Recuperação de arquivos de um HD “morto” ou “quase morto”
Barulhos estranhos ou uma enxurrada de mensagens de arquivos corrompidos podem muito bem ser um aviso de quebra iminente do seu HD.

Caso isso comece a acontecer, trate de copiar arquivos importantes para outro drive ou para um disco removível imediatamente.

Se você não conseguir acessar algum arquivo que precisa, pode recorrer a um serviço caro de recuperação de dados como a CBL Tech.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail