Home > Notícias

Amizades em redes sociais não são verdadeiras, afirma estudo

Estudo da universidade britânica Sheffield Hallam revela que de cada 150 amigos de redes sociais cinco são regularmente procurados

Por PC Advisor/Inglaterra

12/09/2007 às 19h02

Foto:

Estudo da universidade britânica Sheffield Hallam revela que de cada 150 amigos de redes sociais cinco são regularmente procurados

Os sites de relacionamento social como Facebook, Bebo, MySpace e Orkut não levam a relações de amizade mais próximas, segundo uma pesquisa da Universidade Sheffield Hallam, na Inglaterra.

Leia também:

As redes sociais atraem muitas pessoas, 34 milhões no Facebook e mais de 200 milhões no MySpace. O estudo descobriu que apesar da facilidade em fazer grandes quantidades de amigos na internet, isso não significa que as amizades sejam verdadeiras.

Isso se deve ao fato de ser muito fácil mentir na internet, conclui o Dr. Will Reader, responsável pelo estudo.

O grupo do Dr. Reader entrevistou mais de 200 pessoas, que preencheram um questionário sobre seus hábitos nas redes. Foi descoberto que 90% dos entrevistados consideram como contatos mais próximos aqueles que conhecem pessoalmente.

Reader afirma que formar e manter redes sociais em sites é muito fácil, pois uma mensagem pode ser distribuída a muitas pessoas. No entanto, acrescenta que é preciso verificar se uma pessoa é digna de confiança, o que é muito difícil no ambiente online.

Durante o Festival Britânico de Ciência, o pesquisador mostrou que comunidades como o Facebook priorizam a quantidade em relação à qualidade das amizades. De um grupo de 150 amigos do Facebook ou MySpace somente cinco serão procurados regularmente.

Zoe Mutter, editor da PC Advisor, de Londres.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail