Home > Notícias

MS detalha mudanças em busca com o SP1 para o Vista

Empresa publicou na web os documentos entregues as autoridades de antitruste, detalhando as mudanças no sistema operacional

Por IDG News Service/EUA

13/09/2007 às 19h29

Foto:

Empresa publicou na web os documentos entregues as autoridades de antitruste, detalhando as mudanças no sistema operacional

A Microsoft liberou na quarta-feira (12/09) documentos que detalham as mudanças que serão feitas na busca em desktop e no recurso de indexação do Windows Vista e que farão parte da atualização Vista Service Pack 1 (SP1).

As mudanças são uma resposta às acusações do rival Google de que, ao oferecer o recurso como faz hoje, a Microsoft prejudica os concorrentes.

A Microsoft concordou em fazer as mudanças, como parte dos procedimentos antitruste acordados com a Justiça dos Estados Unidos. Elas foram detalhadas em um relatório do andamento do caso em junho.

Para trazer mais informações ao público geral, a companhia publicou os documentos na web na quarta-feira, detalhando como fornecedores terceiros podem modificar suas aplicações de busca em desktop para funcionar com as mudanças que serão feitas pelo SP1. A Microsoft disse que vai lançar o pacote de atualizações para o Vista no primeiro trimestre de 2008.

Segundo a Microsoft, as mudanças garantem que o cliente que usa uma aplicação de busca em desktop no lugar da função que já vem com o Vista possa ter acesso “fácil e direto” a essas ofertas por meio da interface do Windows.

“Isso significa que além dos diversos meios pelos quais um usuário pode acessar uma solução de busca de um terceiro no Windows Vista, ele também pode agora acessar seus resultados preferidos de outros pontos de entrada no Menu Iniciar e no Windows Explorer, com o Windows Vista SP1", disse a empresa em um e-mail.

Estas características estão no centro das reclamações do Google, que foram entregues em um documento aos responsáveis no governo dos Estados Unidos por ações antitruste. A empresa reclamou que os recursos de busca desencorajavam o usuário a instalar aplicações de terceiros porque as caixas de busca do Vista apareciam em todos os lugares - incluindo o Menu Iniciar e o Windows Explorer.

Além disso, o Google reclamou que era praticamente impossível desabilitar a indexação do Vista, o que significa que um fornecedor terceiro teria que acrescentar uma nova camada de indexação, tornando o PC mais lento.

Para permitir que seus produtos utilizem opções do Vista aos quais não têm acesso atualmente, os fornecedores de aplicativos de busca podem registrar seus softwares usando o novo protocolo de buscas do Windows Vista SP1, que está detalhado online. Um artigo explicando as mudanças pode ser encontrado na base de dados da Microsoft.

Elizabeth Montalbano, editora do IDG News Service, de Nova York

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail