Home > Notícias

Casas brasileiras apenas com celular atingem 27,7%, segundo PNAD

O número de residências brasileiras com telefone - tanto fixo quanto móvel - aumentou de 71,6%, em 2005, para 74,5 %, em 2006

Por Redação do IDG Now!

14/09/2007 às 17h42

Foto:

O número de residências brasileiras com telefone - tanto fixo quanto móvel - aumentou de 71,6%, em 2005, para 74,5 %, em 2006

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2006 mostra que o número de residências brasileiras com telefone - tanto fixo quanto móvel - aumentou de 71,6%, em 2005, para 74,5 %, no ano passado. De um total de 54,6 milhões de residências, 40,6 milhões tinham telefone em 2006.

Cresceu também o número de domicílios apenas com celular. Em 2006, 27,7% das residências (15,1 milhões) usavam o telefone móvel, frente a 23,5% no ano anterior. O fenômeno se repetiu em todas as regiões, com destaque para o aumento de 27,2% para 34,7% no Norte.

O IBGE ressaltou ainda o aumento das residências com telefone no Maranhão (de 37,4%, em 2005, para 41,6%, em 2006) e no Piauí (de 38,2% para 42,0%).

O instituto apontou ainda que o forte crescimento dos percentuais de domicílios com telefone em todas as regiões, entre 2001 e 2006, levou a uma redução das diferenças regionais no acesso a esse serviço.

Em 2001, o percentual de casas com telefone na região Nordeste (35,9%) era praticamente metade do Sudeste (70,6%). Em 2006, o Sudeste, o Sul e o Centro-Oeste apresentaram percentuais superiores a 80%; o Norte urbano, de 70,2%; e o Nordeste, de 53,6%.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail