Home > Notícias

Brasil lidera PCs infectados por redes bots na AL, revela Symantec

Estudo sobre 1º semestre na América Latina indica que Brasil tem 39% dos PCs infectados, mais que o dobro da Argentina, segunda colocada

Por Daniela Braun, editora do IDG Now!

19/09/2007 às 19h06

Foto:

Estudo sobre 1º semestre na América Latina indica que Brasil tem 39% dos PCs infectados, mais que o dobro da Argentina, segunda colocada

Mesmo com uma pequena queda em relação ao período anterior, o Brasil aparece na primeira posição com uma larga vantagem sobre o segundo colocado entre os países da América Latina com maior número de PCs infectados por bots, segundo o 12º Relatório de Ameaças à Segurança na Internet.

O estudo, divulgado pela Symantec nesta quarta-feira (19/09), aponta que o país contabiliza 39% do total de infecções registradas entre 1º de janeiro e 30 de junho de 2007, mais que o dobro da Argentina, segunda colocada com 17%.

Ainda que tenha caído em comparação aos 41% registrados no estudo anterior, o Brasil manteve a ponta, de acordo com a Symantec,  em razão da maior base de usuários de banda larga que apresenta na região.

Apesar de estar na liderança, o Brasil não se destaca entre as cidades que mais são alvos das infecções. Em primeiro lugar está Buenos Aires, capital da Argentina, com 19%, seguida de Santiago do Chile, com 12%.

A capital do Peru, Lima, aparece na terceira posição, com 9% dos ataques. São Paulo e Rio de Janeiro estão apenas na quarta e quinta posições, com participações de 7% e 5% nos ataques, respectivamente.

A Symantec afirmou também que o ataque online mais comum na América Latina foi o que usa nomes inválidos de domínio, conhecido tecnicamente como SMTP. Este tipo de ataque representou 39% de todas as ameaças no primeiro semestre.

Na segunda posição, aparecem os ataques de negação de serviço, usados por 26% dos IPs maliciosos flagrados.

Os Estados Unidos aparecem como a principal fonte dos ataques detectados para a América Latina pela Symantec, respondendo por 55% das ameaças.

A China aparece na segunda posição e é responsável por 25% dos ataques aos países latino-americanos, enquanto o Reino Unido, fonte de 8% destes, aparece na terceira posição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail