Home > Notícias

Microsoft projeta venda anual de 4,7 milhões de Windows no País

Para obter crescimento de 44% na área de pequenas e médias empresas, a companhia aposta na expansão de sua cobertura geográfica e no aumento de, no mínimo, 20% da base de canais

Por Tatiana Americano, da ChannelWorld

20/09/2007 às 18h17

Foto:

Para obter crescimento de 44% na área de pequenas e médias empresas, a companhia aposta na expansão de sua cobertura geográfica e no aumento de, no mínimo, 20% da base de canais

Os acordos com integradores de PCs, bem como com grandes fabricantes de computadores, compreendem um dos pilares de crescimento da Microsoft no País. "Queremos estimular que as máquinas já cheguem ao mercado com o Windows embutido", explica Marcelo Lima, gerente responsável pela área de OEM da fornecedora no Brasil.

Leia também:

"E nossa meta é que 50% dos equipamentos vendidos no País já venham com nosso sistema operacional", revela Lima, que projeta, para isso, a comercialização de 4,7 milhões de unidades do Windows em território brasileiro, ao longo do ano fiscal 2008 (de julho de 2007 a junho do próximo ano).

Ainda segundo o gerente, o trabalho da Microsoft junto aos fabricantes e integradores de computadores, já gerou importantes resultados no último ano, quando a companhia contabilizou um crescimento de 53% máquinas vendidas com o seu sistema operacional instalado.

"Um índice bastante alto, se considerarmos que, no mesmo período, o mercado brasileiro de PCs cresceu 19%", compara Lima.

Junto com o estímulo para que os fornecedores de PCs e notebooks entreguem os equipamentos com o sistema operacional já instalado, as ações da Microsoft para garantir o crescimento da base de usuários brasileiros passa também por estratégias destinadas especificamente a atrair os clientes finais.

Nesse sentido, o gerente informa que programa ações de divulgação de produtos nas grandes redes de varejo, além de expandir sua cobertura geográfica.

"Esse aumento da capilaridade, na verdade, faz parte de uma estratégia iniciada em 2005", complementa Cléber Voelzke, diretor para o mercado de pequenas e médias empresas e parceiros da fornecedora no País.

"Na época, como parte de um plano de crescer 100% no mercado, decidimos reformular nosso modelo de distribuição para suportar melhor os integradores de equipamentos", acrescenta Voelzke.

Entre as ações implementadas para aumentar a cobertura da Microsoft, o diretor cita que, além da própria aliança com canais regionais, a companhia investiu no conceito de profissionais em campo para apoiar o trabalho realizado por canais.

"Começamos um piloto, de janeiro a julho deste ano, com quatro pessoas", revela o executivo, que acrescenta: "E estamos expandindo essa equipe para 24 profissionais, os quais vão nos ajudar a ter presença efetiva em regiões nas quais não temos escritórios".

Voelzke revela ainda que esse suporte mais efetivo da companhia deve ser fundamental para atingir o crescimento no mercado de pequenas e médias empresas, no qual a Microsoft Brasil projeta um aumento de 44% nos resultados para 2008.

Também atrelado à estratégia de expansão geográfica da companhia, o diretor projeta um acréscimo de, no mínimo, 20% no número total de parceiros Microsoft no País.

"Hoje, temos quase 7 mil canais cadastrados no nosso programa", afirma o executivo, apontando, no entanto, que cerca de 15 mil empresas de vendas indiretas realizam negócios com a companhia ao ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail