Home > Notícias

Apple faz maior correção para o iPhone até o momento

Update de segurança também traz algumas melhorias ao software

Por IDG News Service/EUA

28/09/2007 às 10h39

Foto:

A Apple liberou nesta quinta-feira (27/09) o maior update de segurança do iPhone desde o lançamento do aparelho, corrigindo falhas no navegador, no cliente de e-mail e no servidor de rede Bluetooth.

Leia mais:

A maioria das falhas não parece ser crítica, mas a atualização corrige mais falhas que a primeira atualização do iPhone, liberada em 31 de julho.

Hackers disseram que o navegador e cliente de e-mail são as fontes mais prováveis de falhas do aparelho e que essa atualização confirma o fato. A Apple corrigiu sete falhas no Safari, duas no cliente de e-mail e uma em Bluetooth.

A falha no Bluetooth pode ser a mais severa - a Apple disse que ela pode permitir a um agente malicioso rodar códigos não-autorizados no iPhone. Mas como o Bluetooth funciona em um perímetro pequeno, o autor do ataque teria que estar ao lado da vítima para ter sucesso, disse Andrew Storms, executivo da nCircle Network Security.

O notório hacker HD Moore concordou que a falha no Bluetooth era grave. “O único ponto crítico aqui é o Bluetooth", disse ele por e-mail. “Vou começar a trabalhar nisso hoje à noite”, ele acrescentou.

No início desta semana, Moore acrescentou recursos para hackear o iPhone em sua ferramenta de exploração automática de falhas Metasploit.

A atualização também corrige falhas de script cross-site e JavaScript, que podem ser sérias, disse Storms via mensagem instantânea. Elas podem ser usadas para rodar códigos não-autorizados.

Além das correções de segurança, a atualização traz melhorias ao software do iPhone, como aumento no volume do aparelho, atalho para os favoritos na tela principal, visualização de anexos no modo paisagem ou retrato, entre outras. O update também acrescenta a iTunes Wi-Fi Store, que permitirá ao usuário comprar músicas a partir do aparelho.

Segundo o Computerworld nos Estados Unidos, apesar das preocupações de que nesta atualização a Apple já pudesse cumprir a ameaça de inutilizar os iPhones desbloqueados ilegalmente por meio de update de software, até o final desta tarde as primeiras informações diziam que a atualização causava problemas a iPhones destravados, mas não os deixava totalmente inoperantes.

Já a redação do Macworld, que tem dois iPhones destravados nas mãos, reportou que os dois pararam de funcionar após o update. A atualização 1.1.1 pode ser baixada pelo iTunes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail