Home > Notícias

Microsoft leva recursos do Office para a web e Adobe segue

Usuários podem salvar documentos e acessá-los através da web, assim como compartilhá-los em um ambiente protegido por senhas

Por IDG News Service/Índia

01/10/2007 às 11h28

Foto:

Em linha com sua estratégia de oferecer software como serviço, a Microsoft anunciou nesta segunda-feira (01/10) o serviço Microsoft Office Live Workspace, recurso do pacote Office baseado na web que permite às pessoas acessar seus documentos online e compartilhá-los com outros.

A nova estratégia representa uma mudança em relação ao modelo adotado até agora pela companhia, de vender licença de softwares que rodam localmente em computadores, e torna a Microsoft um pouco mais próxima de seu principal rival Google, que oferece versões online de seus aplicativos de produtividade.

Outro competidor, a Adobe Systems, anunciou hoje que assinou um acordo definitivo para adquirir a Virtual Ubiquity Inc., que tem um processador de texto online, o Buzzword.

A Adobe também adicionou um serviço de compartilhamento de arquivos ao seu serviço de documentos online. Apelidado de Share, o serviço, ainda em beta, vai tornar mais fácil o compartilhamento, a publicação e organização de documentos online, segundo a companhia. Ele foi construído com o Adobe Flex e roda no Adobe Flash Player.

Os anúncios mostram o aquecimento do mercado de aplicativos de escritório online. A IBM, por exemplo, anunciou no mês passado seu software de produtividade Lotus Symphony, que teve 100 mil downloads na sua primeira semana. O software é baseado nos softwares de escritório baseados em código livre da OpenOffice.org e está disponível apenas para desktops.

O Office Live Workspace da Microsoft está em sua versão beta e disponível para qualquer usuário que se registre. Disponível gratuitamente, o Office Live Workspace está entre os primeiros em uma nova onda de serviços online da companhia criada por Bill Gates.

Os usuários podem salvar mais de 1 mil documentos e acessá-los através da web, assim como compartilhá-los em um ambiente protegido por senhas, onde só entrem convidados.

Caso os usuários queiram editar seus documentos, terão de abri-los usando cópia do Office. Mas outras pessoas que não tenham o Office instalado poderão visualizar o documento e comentá-lo com outras pessoas através do browser.

A Microsoft também anunciou hoje que vai vender os softwares Exchange, SharePoint e Communications como serviços online para companhias com 5 mil ou mais usuários.

A empresa ainda abriu o Exchange Labs, programa de pesquisa e desenvolvimento para testar a nova geração de serviços de comunicação unificada em ambientes altamente escaláveis. Inicialmente, o programa vai incluir universidades e escolas técnicas selecionadas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail