Home > Notícias

Californiano move ação de classe contra iPhones bloqueados

Ação de classe registrada na Califórnia acusa a Apple de violar leis antitruste pelo acordo com a operadora AT&T, nos EUA

Por Computerworld/EUA

08/10/2007 às 17h07

Foto:

Uma ação de classe registrada no Estado da Califórnia acusa a Apple de violar leis antitruste pelo acordo com a operadora AT&T, nos Estados Unidos.

A ação acusa a Apple de violar a lei antitruste por forçar os consumidores a utilizar a AT&T como operadora, bloqueando aparelhos modificados para funcionar com outras empresas.

Timothy Smith registrou a ação de classe na sexta-feira (05/10) exigindo a proibição da venda de iPhones bloqueados pela Apple, que deve fornecer garantia de serviços para proprietários de aparelhos desbloqueados. A ação também envolve um pedido de indenização por danos monetários, mas a soma não foi especificada.

Smith alega que a Apple violou várias leis antitruste da Califórnia quando amarrou a venda do iPhone à AT&T, proibindo os consumidores de utilizar o serviço de outras operadoras. O resultado apontado pela ação é de que Smith pagou muito pelo iPhone.

“A Apple forçou o pleiteador e os membros da classe a pagar muito mais pelo iPhone e pelo serviço do que no mercado competitivo, tanto pelo iPhone como pelo serviço da AT&T”, afirma a ação.

A acusação de Smith faz menção à Lei de Direitos Autorais do Milênio Digital, de 1998, que aprova o desbloqueio de celulares e tornaria inválida a atualização da Apple no mês passado, que bloqueou os aparelhos modificados.

Um site está no ar para solicitar aos Californianos a participação na ação de classe. O domínio appleiphonelawsuit.com foi registrado três dias após um processo pelo corte de 200 dólares no preço do dispositivo, registrado por uma mulher de Nova York.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail