Home > Notícias

Internautas com doenças crônicas concentram-se em sites de saúde

Dos norte-americanos portadores de doenças crônicas, 51% usam a internet e 86% buscam dados sobre suas condições de saúde

Por Redação do IDG Now!

09/10/2007 às 9h35

Foto:

Dos norte-americanos portadores de doenças crônicas, 51% usam a internet e, destes, 86% buscam dados sobre algum tópico de saúde na web, revela um estudo do Pew Internet & American Life Project nesta segunda-feira (08/10).

Leia mais:

Apesar de se conectarem menos do que as pessoas nos EUA que não possuem problemas crônicos de saúde - um total de 74% -, eles são consumidores ávidos de tópicos relacionados ao tema.

Dos “pacientes online” (com condições crônicas), 75% afirmam que as informações obtidas em sua última busca afetaram a decisão para tratar sua condição - contra 55% dos usuários “comuns”.

Os dados encontrados na rede levam 69% dos pacientes “crônicos” a fazer novas perguntas a um médico ou buscar por uma segunda opinião. Enquanto isso, apenas 52% dos que não possuem doenças crônicas fizeram o mesmo.

Além disso, 57% dos doentes crônicos afirmam que as informações encontradas mudaram a forma de lidar com sua condição e administrar a dor.

Em sua busca, 37% dos pacientes optam por sites especializados, sendo que 53% revelam que sua última busca tem relação com sua condição - apenas 33% dos usuários sem diagnósticos crônicos fizeram o mesmo.

Dentre os portadores de doenças crônicas, 71%  afirmaram que sentem-se seguros com as informações online. Já 31% dos pacientes relataram frustração com a falta de dados  - comparado a 20% dos entrevistados que não possuem doenças e têm a mesma impressão.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail