Home > Notícias

Liberados da prisão, executivos da Cisco retomam atividades

Presidente e dois diretores reassumem seus postos na subsidiária

Por Redação do Computerworld

22/10/2007 às 19h06

Foto:

Os executivos Pedro Ripper, Marcos Sena e Daniela Ruiz, que são, respectivamente, presidente, diretor de canais e diretora de telecomunicações da Cisco Brasil, reassumiram seus postos na subsidiária na tarde desta segunda-feira (22/10).

Leia mais:

Os executivos permaneceram cinco dias detidos após ser deflagrada a Operação Persona, pela Polícia Federal e a Receita, para investigar suposto esquema fraudulento de importação de equipamentos. Eles foram liberados na madrugada de sábado, depois de vencer o período de prisão preventiva sem renovação.

O vice-presidente da companhia para América Latina e Caribe, Carlos Carnevali, entretanto, teve a prisão renovada junto a um grupo de seis pessoas que ainda estão detidos, entre os quais executivos da distribuidora Mude, também investigada.

Segundo fontes que acompanham a empresa neste momento, ainda não há previsão sobre quando os executivos atenderão à imprensa para falar do escândalo. Todos reassumiram seus postos de origem.

Em nota após a liberação dos executivos, a Cisco informou que "nenhuma acusação formal" havia sido registrada contra eles e reiterou a disposição de colaborar com as autoridades no processo que continua a correr na Justiça.

Segundo a Polícia Federal e a Receita, em coletiva realizada na semana passada, as investigações acontecem há dois anos. Acredita-se que o grupo deixou de arrecadar o equivalente a 1,5 bilhão de reais em impostos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail