Home > Notícias

Leopard pode acrescentar até US$ 240 milhões à receita da Apple

Apple diz que sistema operacional poderá acrescentar receitas de US$ 140 mi

Por Computerworld/EUA

24/10/2007 às 14h31

Foto:

A Apple espera que o Leopard traga cerca de 140 milhões de dólares entre seu lançamento nesta sexta-feira (26/10) e o final do ano, deixou escapar um executivo da companhia, o que significa um número menor que a expectativas dos investidores.

Leia mais:

Em uma conferência após a divulgação dos resultados fiscais do quatro trimestre, o COO da Apple, Tim Cook, respondeu à questão sobre que parte da base instalada de Macs conseguirá fazer a atualização para o Mac OS X 10.5.

"Deixe-me passar dois números", disse. "A grande maioria dos Macs vendidos nos últimos quarto anos pode rodar o Leopard. Especificamente, o número é de cerca de 21 milhões. Quando o Tiger foi anunciado, existiam apenas 15 milhões de unidades que poderiam rodá-lo e tivemos receita de 100 milhões de dólares pelo Tiger nos primeiros três meses após o lançamento".

Caso as vendas do Leopard mantenham a mesma taxa, a Apple coletará cerca de 140 milhões de dólares em receita durante o trimestre que termina em 31 de dezembro, segundo o executivo.

A expectativa de Cook, no entanto, é menor à projetada por analistas que cobrem a Apple. Ezra Gottheil, da Technology Bussiness Research, por exemplo, esperava contribuição mínima do Leopard em cerca de 157 milhões de dólares.
Como outros, Gottheil elaborou sua análise a partir da atual base instalada de máquinas e a comparando com o que existia em abril de 2005, quando o Mac OS X 10.4, conhecido como Tiger, foi lançado.

"É um função da base instalada", afirmou Chris Swenson, analista do NPD Group. "Cada atualização vendeu melhor que a anterior, o que é algo impressionante. Os primeiros dois meses após o Tiger ser lançado, o volume de vendas aumentou 30% em relação ao sistema anterior e mais que o dobro do Mac OS X 10.2".

Os dados do NPD baseados no varejo, com uma pequena ajuda das vendas online, incluindo a própria loja da Apple, mostraram um gráfico de vendas quase similar para as atualizações do Mac. Cada edição deu bastante lucro no primeiro mês, mas as vendas caíram 60% ou mais no segundo mês enquanto a demanda diminuía. A partir daí, a linha caia até se tornar um traço.

Gene Munster, da consultoria Piper Jaffray, foi ainda mais ousado em seus cálculos, que atingiram potencial contribuição do Leopard em até 240 milhões de dólares, baseado em uma base instalada de cerca de 23 milhões de máquinas, pouco maior que o número de Cook.

Independente dos números, analistas esperar uma reação melhor ao Leopard do que ao Windows Vista, lançado pela Microsoft no começo do ano. "A Apple ainda torna a atualização das suas máquinas mais fácil que a Microsoft", afirmou Swenson.

"A atualização é bem impressionante. Poderá haver problemas de desempenho em Macs antigos, mas existe apenas uma pequena possibilidade de que o Leopard falhe".
O Leopard estará disponível no Brasil simultaneamente aos Estados Unidos com preço sugerido de 269 reais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail