Home > Notícias

Carrefour vai vender serviços de instalação e suporte a PCs no Brasil

Rede espera fazer até 30 mil instalações de computadores ainda em 2007

Por Daniela Moreira, repórter do IDG Now!

25/10/2007 às 15h06

Foto:

A rede de hipermercados Carrefour passa a vender aos seus clientes serviços de instalação e suporte para produtos em informática a partir da sexta-feira (26/10), anunciou o gerente de desenvolvimento de informática da rede, Pierre Paparemborde.

Leia mais:

A iniciativa é resultado de uma parceria com a Telefônica, que vai prestar os serviços técnicos, e com outras empresas da área de tecnologia como Microsoft, Intel e a rede de escolas de informática Microlins.

A oferta consiste em seis pacotes de serviços, incluindo instalação do computador, acesso à internet, redes sem fio, backup e sistemas de home entertainement, integrando o computador aos demais eletrônicos da residência do cliente.

O preço dos pacotes começa em 69 reais, para o plano de instalação, que inclui três meses de suporte remoto, três meses de acesso gratuito ao pacote Microsoft Office, acesso à internet por meio do provedor Terra e um curso básico de informática na Microlins.

Os planos podem custar até 249 reais, dependendo do serviço prestado, e o valor pode ser parcelado em até 10 vezes sem juros pelo cartão Carrefour.

De acordo com Paparemborde, o serviço vai estar disponível em toda a rede Carrefour, exceto no Estado de Minas Gerais e no Nordeste. A expectativa do executivo é que até o final do ano já sejam feitas de 20 mil a 30 mil instalações.

Os serviços serão prestados por técnicos da Telefônica. Atualmente, a rede credenciada já conta com mais de 100 instaladores, segundo Paparemborde. Os vendedores dos pontos de venda do varejo também foram treinados para oferecer os pacotes aos clientes.

“Estamos trabalhando neste projeto há dois anos e o maior desafio foi encontrar pessoal qualificado para prestar os serviços”, relata o executivo.

No início de 2008, a rede também pretende instalar balcões de suporte nas suas lojas nas principais capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre e Brasília, entre outras) para oferta de upgrades nas máquinas e serviços de suporte on demand, modelo já bastante difundido nas lojas de eletrônicos e informática dos Estados Unidos.

“Estamos negociando com os fabricantes para que os técnicos possam abrir as máquinas sem que elas percam a garantia”, revela o executivo.

O modelo de vendas de serviços relacionados a tecnologia é pioneiro entre os varejistas brasileiros e também é a primeira iniciativa deste tipo da rede francesa em todo o mundo, segundo Paparemborde.

A companhia está investindo mais de 5 milhões na iniciativa, sendo que 1 milhão será investido na divulgação da oferta na mídia, de acordo com o gerente.

Impulsionada por iniciativas como a MP do Bem, que reduziu o preço dos computadores no País, a rede Carrefour viu suas vendas de PCs crescerem de 3 mil unidades ao mês para 25 mil unidades ao mês, em um período de dois anos.

Segundo o executivo, as vendas de eletrônicos (incluindo eletrodomésticos e itens de linha branca, como fogões e geladeiras) representam de 15% a 20% do faturamento dos hipermercados. Dentro desta segmentação, informática representa 30% do total.

Para Reinaldo Sakis, analista da IDC, há uma demanda por serviços de suporte no mercado brasileiro, principalmente entre os usuários que estão comprando o seu primeiro PC. “Mas sucesso da iniciativa vai depender dos preços”, ressalta.

De acordo com dados da IDC, 60% das vendas de informáticas no mercado brasileiro são feitas por meio do varejo, sendo que 50% correspondem a vendas a usuários finais e 10% a vendas para pequenas empresas, com menos de dez funcionários.

No plano mundial, 40% das vendas de informática passam pelo varejo. As vendas do setor de tecnologia para o consumo movimentarão 470 bilhões de dólares em 2007, segundo Sakis.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail