Home > Notícias

AOL permitirá que usuários bloqueiem rastreamento de hábitos online

Tecnologia tem por objetivo aumentar confiança e privacidade de usuários

Por Computerworld/EUA

05/11/2007 às 11h32

Foto:

A AOL LLC permitirá os seus usuários bloqueiem o rastreamento de seus hábitos online para a empresa mostrar anúncios baseados em seu comportamento, revelou a empresa nesta quinta-feira (01/11).

Leia mais:

Os anúncios direcionados usam cookies para monitorar e rastrear anonimamente os sites que o usuário visitou. O usuário passa, então, a visualizar anúncios baseados nos sites que ele visitou.

Com a iniciativa, a AOL afirma que está tentando preservar a privacidade dos usuários. Na quarta-feira (31/10), nove grupos sugeriram a criação de uma lista para que os internautas possam optar por não serem rastreados na rede.

O processo de exclusão do rastreamento online se dá também para expandir o uso da tecnologia desenvolvida pela Tacoda, que a AOL adquiriu recentemente.

“Nosso objetivo com este programa é aumentar a confiança de anúncios direcionados com uma comunicação mais clara para os consumidores, informando-lhes sobre suas escolhas”, declarou o presidente da Platform-A da AOL, Curt Viebranz.

Segundo a AOL, se um usuário bloquear os anúncios comportamentais, sua tecnologia irá armazenar sua preferência ao invés de apagá-la, o que significa que a escolha de exclusão prevalecerá mesmo que o usuário delete seus cookies.

A AOL está tentando licenciar sua tecnologia a outros anunciantes, baseada no uso de royalties gratuitos.

“Pedimos que a indústria se junte a nós”, afirmou a empresa, em um documento. A AOL afirma que enviará a milhões de serviços públicos de anúncios uma apresentação de sua nova política.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail