Home > Notícias

Android é apenas outra plataforma em Linux, minimiza CEO da Symbian

Nigel Clifford disse não ver novidade em softwares gratuitos

Por IDG News Service/Japão

06/11/2007 às 12h43

Foto:

No dia seguinte ao lançamento da plataforma móvel Android, do Google, o CEO do sistema operacional rival Symbian, Nigel Clifford, afirmou já estar cheio de opções de sistemas em Linux e que o software do buscador é apenas outro a se acrescentar na lista.

Leia mais:

"Uma das reações foi imaginar que é outra plataforma Linux", afirmou Nigel Cliffor, CEO da companhia, ao ser questionado sobre a nova plataforma do Google. "Existem até 25 diferentes plataformas de Linux no mercado. Parece que o Linux está mais fragmentado que unificado".

A Symbian reconhece o compromisso do Google para "se abrir" e vê isto como um bom indicativo, afirmou. "Mas provavelmente eu diria que não existe grande novidade em software gratuito".

O sistema operacional Symbian estará entre os competidores do Google, que tenta popularizar seu software para telefones a partir do próximo ano.

A plataforma Android foi desenvolvida pelo Google sob o grupo chamado Open Handset Alliance. O software será baseado em Linux e outros elementos de código aberto e oferecerá componentes completos de telefonia, incluindo sistema operacional, middleware, interface customizável e aplicativos.

A aliança foi criada pela parceria do Google com operadoras, como T-Mobile, NTT DoCoMo, Sprint Nextel, Telecom Itália e Chnina Mobila, fabricantes, como Samsung, LG, Motorola e HTC, e outras grandes empresas do setor, como Intel, eBay, nVidia, Qualcomm e Texas Instruments.

Clifford parece nem um pouco incomodado com a competição que o Symbian, líder de participação entre smartphones em todas as regiões menos a América do Norte, sofrerá com o Android.

"Se você olhar a divisão do setor, verá que sabemos como competir com grandes marcas", disse.

De fato, três dos grandes parceiros da Symbian (Samsung, LG e Motorola) também estão listadas na Open Handset Alliance, o que faz com que ambas as plataformas compitam dentro dos fabricantes.

"Somos líderes de mercado e pretendemos nos manter assim", acrescentou.

Para esclarecer seu ponto, Clifford demonstrou o balanço do terceiro trimestre da Symbian que apontou um total de 20,4 milhões de aparelhos com o sistema operacional vendidos, aumento de 56% em relação ao mesmo período de 2006.

No final do trimestre, havia 134 diferentes modelos de aparelhos com o sistema operacional em venda no mercado, afirmou.

A consultoria iSuppli afirmou que as vendas de telefones chegaram a 283 milhões de unidades durante o trimestre citado pelo executivo, aumento de 15,4% sobre os 245 milhões de unidade vendidas há um ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail