Home > Notícias

Insatisfeitos com o Vista podem voltar atrás

Quem estiver arrependido em ter comprado um PC com Vista pode tornar a usar o Windows XP

Por Fernando Petracioli, especial para PC WORLD

09/11/2007 às 18h32

Foto:

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

vista_xp150Não tem sido difícil encontrar ou ouvir falar de alguém que não esteja satisfeito com o Windows Vista. Incompatibilidade com alguns softwares e drivers de hardwares, avisos irritantes a cada comando que fazemos, mensagens fantasmas no Windows Mail, problemas com o áudio de games mais antigos, sem falar na altíssima exigência de memória RAM e processador, que deixa PCs mais modestos extremamente lentos.

A Microsoft diz que os requerimentos mínimos para rodar o Vista foram deixados claros desde o seu lançamento e que, no Brasil, a configuração média dos PCs é bem inferior à dos mercados chamados “maduros” (Europa, EUA).

Leia mais:

E apesar das reclamações, Ricardo Wagner, gerente de produtos Windows da Microsoft Brasil contemporiza: “Também é de responsabilidade dos desenvolvedores de programas torná-los compatíveis”, diz. E garante: “Hoje, 97% dos hardwares e softwares disponíveis são compatíveis com o Vista”.

Seja como for, eis algumas estatísticas: os visitantes de setembro do site da PC WORLD dos EUA, por exemplo, que usavam Vista não chegaram a 11% do total. Se nos EUA o quadro é esse, imaginem como seria aqui no Brasil. Nossas estatísticas mostram que apenas 6,8% dos leitores deste site, do mesmo mês, tinham o Vista instalados em seus sistemas. Isso tudo já passados 8 meses do lançamento do sistema operacional.

Para dimensionar melhor o significado desses números, após os mesmos 8 meses do lançamento do XP, este já habitava 25,8% dos computadores que visitavam o site pcworld.com. Era junho de 2002, e o sistema operacional antigo à época era o Windows 98, que só sobrevivia em 32% das visitas. O atual Windows teoricamente “superado”, o XP, ainda persiste em nada menos que 76% das máquinas dos leitores do site da PCW americana e em 86% da brasileira.

A Microsoft não divulga seus dados percentuais, mas fala que nos 5 meses subseqüentes ao lançamento do Vista, foram vendidas 60 milhões de unidades do produto em todo o mundo.++++
Upgrade "às avessas"?
Mais do que resistir ao Vista, uma opção que usuários têm lançado mão é fazer um downgrade de sistema. Ou seja, quem estiver insatisfeito com o desempenho do Vista que instalou (ou fornecido com um PC novo) pode voltar atrás e retornar para o Windows XP.

Leia mais:

Mas, atenção: somente usuários do Vista Business e Ultimate têm esse direito. Essas duas versões são mais comuns no meio corporativo, mas qualquer usuário que tenha uma delas instalada em seu computador também pode fazer o downgrade.

Isto é, ficaram de fora as versões Starter e Home Basic (as mais comuns e menos caras), além da Premium e Enterprise do sistema operacional.

No entanto, a Microsoft não entra diretamente nesse processo. De acordo com Ricardo Wagner, quem estiver decidido a voltar atrás não deve procurar suporte da empresa,  como muitos pensam. Ele deve entrar em contato com o fabricante do computador e fazer a solicitação do downgrade. “Isso é uma regra contratual entre Microsoft e os fabricantes de PCs. Eles têm obrigação de oferecer esse serviço ao consumidor, nos casos do Business e do Ultimate”, diz Wagner.

O procedimento é bem simples. O usuário deve receber do fornecedor uma mídia com o Windows XP – um CD – gratuitamente. A operação funciona como uma restauração da instalação do sistema operacional. No caso de quem não comprou computador com o Vista pré-instalado, o usuário é quem deve possuir o CD de instalação do XP.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail