Home > Notícias

Google permitirá que usuários alterem endereço no Google Maps

Usuários dos EUA e Austrália poderão alterar endereço de sua casa ou trabalho. Mudanças com mais de 200 m passam por aprovação

Por Computerworld (EUA)

20/11/2007 às 15h11

Foto:

O Google anunciou na segunda-feira (19/11) que irá permitir que os usuários registrados dos Estados Unidos e da Austrália mudem um marcador de endereço incorreto no Google Maps para o local correto.

A empresa apontou que o acesso a alguns endereços, como hospitais, prédios governamentais ou negócios registrados no Google Local (ferramenta comercial de localização do Google), serão restritos.

Além disso, algumas edições, como mover um marcador por mais de 200 metros de sua localidade original, precisará da aprovação de um moderador antes da mudança aparecer no mapa, segundo o Google.

O programa requer que usuário procure o endereço de sua casa para encontrar uma seta que mostrará dados sobre o local. Depois de clicar em “editar”, o usuário pode então mover a seta para o endereço correto e salvar. Quando alguém procurar pelo endereço, verá a marca editada no local correto, informou o Google.

Para evitar que os usuários mexam deliberadamente um marcador para o endereço errado, haverá um link chamado “Mostre o Original”, que direcionará as pessoas à marca original. Caso a nova esteja no local errado, os usuários podem ajustá-la.

Um engenheiro de software do Google Maps, Seth LaForge, anunciou em um post de seu blog que a mudança irá “ajustar os marcadores que são evidentemente viciados. Já gastei horas usando o Google Street View para encontrar empresas e casas, e então movendo seus marcadores”, afirma.

Um dos fundadores da consultoria Sterling Market Intelligence, Greg Sterling, escreveu em seu blog que a atitude é consistente com uma socialização crescente, e “parte de um esforço para conseguir melhores e mais atualizados dados de localização.”

Heather Havenstein, editora do Computerworld (EUA)

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail