Home > Notícias

Um ano após lançamento, Windows Vista pode ser trocado por ‘Windows 7’

Empresas podem optar por migrar para a próxima versão do Windows, que deve ser lançada em 2009 ou 2010

Por IDG News Service/EUA

30/11/2007 às 12h21

Foto:

Nesta sexta-feira, dia 30 de novembro, o Windows Vista completa um ano de idade, e muitas empresas ainda aguardam o lançamento de uma atualização.

Leia mais:

Com os planos da Microsoft de lançar a próxima versão do Windows, apelidada de Windows 7, em 2009 ou 2010, contudo, as companhias podem pular o Vista e migrar diretamente para o novo Windows.

A Microsoft atualizou o Windows Vista este mês, e outras empresas têm lançado mais aplicações para o sistema operacional, diminuindo os problemas de compatibilidade que reinavam entre os primeiros usuários.

Segundo o vice-presidente de gerenciamento de produtos para o Windows, Mike Nash, a experiência de rodar o Vista com hardware apropriado é “muito melhor hoje do que era há um mês e certamente ainda melhor do que em novembro do ano passado.”

A Microsoft informou que lançará o Windows Vista Service Pack 1 (SP1) no primeiro trimestre de 2008, ao mesmo tempo em que estrutura o lançamento do Windows Server 2008.

A empresa espera que as corporações atualizem ambos os produtos simultaneamente.
Segundo Nash, a Microsoft registrou o maior número de licenças para o Windows até o final do ano fiscal de 2007 - fato que, segundo ele, prevê a futura adoção do Vista pelas empresas. “As companhias não estariam licenciando um desktop com Windows se não tivessem a intenção de desenvolver o Vista”, declarou.

++++

Mas fora a visão otimista da Microsoft sobre as futuras adoções do Vista, os usuários do sistema operacional afirmam que ainda há problemas demais com ele - tanto que as empresas podem escolher o Windows Server para atualizar os desktops de seus funcionários.

Os usuários reclamam ainda que o Vista não roda bem em hardwares mais antigos ou em PCs conectados a dispositivos - como impressoras - que têm mais de um ano ou dois de uso.

Mesmo nos PCs que supostamente devem ser adaptados para o Vista, ainda há desigualdade em questões de desempenho e compatibilidade.

Por estas razões, uma consultoria especializada em produtos da Microsoft, que não quis ser identificada, opinou que, a menos que o Windows Vista SP1 realmente suavize os problemas que os usuários têm enfrentado com o sistema operacional, há uma “grande chance de muitas pessoas continuarem usando o XP até a próxima versão do Windows ser lançada.”

Há muitas "pequenas questões de usabilidade”, declarou a consultoria. “Eu posso imaginar que, quando a próxima versão do software sair, a Microsoft irá acertar e todos respirarão aliviados.”

O analista da Microsoft, Michael Cherry, que confessou ter se frustrado com os problemas do Vista, concordou que se a Microsoft lançar o Windows 7 dentro do prazo, “haverá menor necessidade de atualizar o Vista de acordo com as regras de atualizações do Windows”, afirmou.

++++

Na opinião de Cherry, o Windows XP Service Pack 2 foi menos um pacote de serviços do que uma atualização para o Windows. As empresas que rodam esta versão do sistema podem esquecer o Vista e aguardar o Windows 7.

O lançamento Windows XP Service Pack 3, que a Microsoft confirmou estar a caminho, apóia esta teoria, uma vez que ele acrescenta alguns anos à viabilidade do XP nas corporações.

Um consultor da MCW Technologies, Brian Randell, disse que, na realidade, quem pode sair prejudicado com se o Vista não for adotado pelas empresas até 2008 é o Windows 7, pois a novidade é que será deixada de lado, e não o sistema atual.

Randell reconheceu que foi áspero, inicialmente, com relação à incompatibilidade de hardware do Vista. Ele disse, contudo, que este problema está mais relacionado aos vendedores de hardware, que não preparam seus produtos, do que à Microsoft.
“A Microsoft fez um sistema operacional sólido. O fato é que, enquanto o Vista estava em beta, os fornecedores de hardware não agiram”, diz Randell.

O executivo afirma ainda que mesmo as empresas que trabalham próximas à Microsoft ouviram pouco sobre o Windows 7, e a maioria está mais preocupada com qual efeito o Vista SP1 terá ao ser adotado do que quaisquer futuros lançamentos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail