Home > Notícias

Dinamarca é o país com o menor preço de banda larga na Europa

Pesquisa divulgada pelo órgão regulador português mostra que Espanha é o país mais caro. Portugal fica entre os três menores preços

Por Redação do Computerworld*

30/11/2007 às 18h46

Foto:

O universo do estudo, que foi realizado durante este mês, teve como
base 15 países da UE, segundo a agência de notícias Lusa. "Em novembro
de 2007, o preço mínimo da banda larga em Portugal encontrava-se 32,6%
abaixo da média dos países considerados e era semelhante aos praticados
na Áustria, Suécia e na Dinamarca, países com uma penetração de banda
larga fixa elevada", diz a pesquisa.

Leia também:

Dúvidas básicas sobre o serviço de banda larga

Internet pode ficar sem capacidade em 2010

O total da média dos preços mínimos de banda larga fixa nos países
em análise, excluindo Portugal, era de 12,25 euros. Neste ranking,
Portugal surge em terceiro lugar entre os países com os preços mais
baixos, com 8,36 euros, atrás de Áustria (2ª) e Dinamarca (1ª). No
universo em análise, a Espanha surge como o país com preços mínimos
mais elevados, com 20 euros, seguida de Luxemburgo (17,39 euros) e
Irlanda (15,66 euros).

Comparando os operadores históricos, o preço mínimo de banda larga
fixa praticado pela Portugal Telecom (uma das donas da Vivo) ocupava o
quarto lugar no ranking, com um valor de 15,28 euros, abaixo da Áustria
(8,25 euros), da Itália (8,29 euros), e da Alemanha (15,03 euros).

Portugal ocupava em julho o grupo dos cinco países da UE com
mensalidades mais baixas de acesso à banda larga móvel, segundo o
estudo da Anacom. A pesquisa tem em conta as mensalidades da banda
larga móvel praticada pelos operadores móveis e o tráfego oferecido.

Tendo por base a mensalidade mínima de banda larga móvel com um
limite de 1 gigabyte de tráfego, Portugal ocupa o terceiro lugar no
ranking, com uma oferta de 18,60 euros, quase metade da média (36,53
euros).

Com posição idêntica no segmento de limite de tráfego 5 a 6
gigabytes, Portugal apresenta uma oferta 35,8% inferior à média dos
países analisados, ou seja, de 24,71 euros.

O estudo resultou do recolhimento de informação sobre 138 tarifas
residenciais da banda larga móvel praticados em julho pelos países do
bloco europeu. De acordo com a Anacom, foram comparadas as mensalidades
das várias ofertas disponíveis e os resultados são apresentados por
tráfego incluído.

A entidade afirma que esta é a "variável mais relevante para
segmentar as várias ofertas em termos de preço". Os valores
apresentados são os efetivamente pagos pelos clientes.

*Com informações da Agência Lusa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail