Home > Notícias

Google remove sites com malwares de seus resultados de busca

Sites com malwares sumiram, dizem pesquisadores

Por Computerworld/EUA

30/11/2007 às 12h08

Foto:

O Google removeu a lista de milhares de sites com malwares que apreciam no topo dos resultados de busca, segundo a confirmação de pesquisadores nesta quinta-feira (29/11).

Leia mais:

“Eles desapareceram”, afirma Alex Eckelberry, Chief Executive Officer (CEO) da Sunbelt Software Distribution. A Sunbelt foi a responsável por revelar a campanha de crackers para espalhar malwares nos resultados do Google, Yahoo e Microsoft Live Search.
“O Google confirmou ontem (quarta-feira) que trabalharia no caso, e eles são bons em fiscalizar as coisas”, confirma Eckelberry.

Ironicamente, o Google não confirmou ou negou que apagou a lista com mais de 40 mil sites com malwares, ou mesmo que a lista existiu. “Em nossas buscas, tentamos alertar os usuários sobre sites perigosos quando temos conhecimento deles. Sites que exploram falhas de browsers, com cavalos-de-tróia, rootkits estão violando as políticas do Google e serão removidos da base de dados”, afirmou um porta-voz do Google na quarta-feira (28/11).

Segundo Thomas, o grupo que criou e manteve os sites com malwares, aumentou o ranking desses sites mandando spams para blogs e sessões de comentários com seus links.

A Microsoft, por enquanto, só diz estar a par do caso. “Sabemos dos problemas e estamos trabalhando para melhorar a situação”, afirma  Justin Osmer, diretor de produtos para Live Search.

O Yahoo não se pronunciou sobre o assunto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail