Home > Notícias

Falha antiga do Windows volta a assombrar usuários, confirma Microsoft

Bug afeta principalmente usuários corporativos fora dos Estados Unidos

Por IDG News Service/EUA

04/12/2007 às 11h07

Foto:

A Microsoft disse na segunda-feira (04/12) que uma falha na forma como o Windows procura outros computadores na internet ressurgiu e pode expor alguns usuários a ataques online.

Leia mais:

A falha afeta principalmente usuários corporativos fora dos Estados Unidos e, teoricamente, pode ser explorada por agentes maliciosos para silenciosamente redirecionar a vítima a um site falso.

Corrigida originalmente em 1999, a falha foi redescoberta recentemente em versões mais recentes do Windows e tornada pública em uma conferência na Nova Zelândia.

“Essa é uma variação daquela vulnerabilidade previamente reportada que se manifesta quando certas configurações são ativadas”, disse Mike Reavey, gerente de grupo no Centro de Resposta de Segurança da Microsoft.

A falha está relacionada com a forma como sistema procura informações de DNS (Directory Name Service) sob certas configurações.

Qualquer versão pode estar em risco, mas a Microsoft publicou um boletim na segunda-feira (03/12) detalhando quais configurações são perigosas. A empresa disse estar trabalhando em uma correção para o problema.

O ataque funciona da seguinte forma: quando o Windows está configurado com seu próprio sufixo DNS (que associa computadores a certos domínios) ele automaticamente busca na rede informações de DNS em um servidor Web Proxy Auto-Discovery (WPAD).

Tipicamente, trata-se de um servidor seguro dentro da própria rede da empresa.

A técnica usada pelo Windows para ajudar o PC a encontrar o servidor WPAD determina que se o sistema não achar um servidor em wpad.corp.idg.co.uk, por exemplo, ele procure em wpad.co.uk, o que significa que ele pode deixar os domínios seguros da rede corporativa e encontrar um PC não seguro.

Segundo Reavey, o problema só afeta clientes com domínios de três níveis ou mais. Segundo o pesquisador neozelandês que descobriu a falha, Cricket Liu, mais de 160 mil PCs são afetados pelo problema.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail