Apple entra com pedido para registrar patente de sistema antipirataria

Apple quer registrar tecnologia de ativação de produtos antipirataria similar ao Windows Genuine Advantage, da Microsoft

https://pcworld.com.br/idgnoticia2007-12-262390663407/
Clique para copiar

A Apple Inc. entrou com um pedido de registro de aplicações junto ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos para uma tecnologia de ativação de produtos antipirataria. O sistema daria à Apple o mesmo tipo de controle que a Microsoft exerce sobre a legimitade de seus sistemas operacionais por meio do Windows Genuine Advantage (WGA).

Leia também:

O pedido de patente 20070288886, denominado "Run-Time Code Injection To Perform Checks" data do dia 13 de dezembro e foi caracterizado como um "sistema de administração de direitos autorais" que pretende "restringir a execução de aplicações em determinadas oplataformas de hardware."

Atualmente, a Apple não protege o sistema operacional Mac OS X contra cópias ou alia a instalação de uma licença do sistema a apenas um desktop e um notebook, como faz a Microsoft, por exemplo.

O sistema apresentado pela Apple em seu pedido de patente deve se basear em uma chave criptográfica gerada no hardware onde o usuário instalar o Mac OS. Conforme a aplicação é iniciada, o sistema injetará códigos na área de execução gerando dados enviados a um módulo de gerenciamento de direitos autotrais. Os dados, então, devem ser comparados à chave criptográfica para que a aplicação continue funcionando.

Segundo a Apple, a verificação de autenticidade do sistema deve ser frequente para impedir que uma cópia pirata seja utilizada, mas sem comprometer a performance da aplicação.

A Apple deu como exemplo uma checagem a cada cinco ou dez minutos, o que representa um ciclo mais rápido de verificação do que o aplicado pelo WGA. Em junho de 2006, a Microsoft modificou o sistema de verificação do WGA por conta de reclamações de usuários afirmando que a empresa coletava os dados dos desktops dos consumidores a seus servidores diariamente.

A Apple foi procurada a respeito da notícia, mas tem como política não comentar pedidos de registros de patentes.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site