Home > Notícias

Governo deixa negociação com Positivo por laptop educacional para 2008

MEC deixa para janeiro de 2008 decisão sobre laptop; para oficializar vitória, Positivo terá que cortar proposta quase pela metade

Por Redação do IDG Now!

28/12/2007 às 17h57

Foto:

Dez dias após vencer a primeira etapa da licitação que determinará qual
notebook educacional chegará às escolas públicas em fevereiro, a Positivo
Informática ganhou mais alguns dias para elaborar sua proposta que será recebida
(e aceita ou rejeitada), já que o Governo Federal confirmou que conduzirá a
segunda parte do leilão apenas nas primeiras semanas de 2008.

Em 19 de
dezembro, a Positivo
venceu o pregão eletrônico
conduzido por parceria entre Ministério da
Educação e Assessoria Especial da Presidência oferecendo proposta de 98,18
milhões de reais por 150 mil notebooks educacionais mais suporte e a
infra-estrutura exigida para o uso dos aparelhos.

A Positivo confirmou no
mesmo dia que o laptop educacional é o ClassMate PC, da Intel, que a fabricante,
junto à CCE, tem direito de produção no país.

No dia seguinte, Positivo e
Governo Federal começaram a negociar uma provável redução no preço oferecido
pela Positivo que, mesmo menor que ofertas de concorrentes, ainda se mantinha
muito acima da verba disponível para o negócio.

O Governo não confirma na
ocasião, mas César Alvarez, assessor especial da Presidência, confirmou em junho
que a verba avaliada para a compra é cerca de 30 milhões de dólares, menos da metade da cifra
oferecida pela Positivo.

Caso a negociação com a Positivo não chegue a um
acordo satisfatório após retomada, o Governo ameaça cancelar o pregão, o que
colocaria em risco a promessa de equipar mais de 220 colégios públicos a partir
de fevereiro de 2008 com os notebooks.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail