Home > Notícias

iPhone perde espaço para fabricantes locais e vendas despencam na China

Smartphone da empresa de Cupertino perdeu espaço para marcas locais como Huawei, Oppo e Xiaomi e viu suas vendas caírem 18,2% em 2016.

PC World / EUA

09/02/2017 às 16h16

iphone7handson_625.jpg
Foto:

A Apple aposta no sucessor do iPhone 7 (7S ou 8?) como sua próxima tacada para voltar a crescer no concorrido mercado chinês.

Isso porque os iPhones atuais não estão ajudando a empresa de Cupertino a ganhar mercado na China, segundo a consultoria Canalys. Mercados como a China e a Índia estão no topo das prioridades da Apple entre os locais para aumentar a participação do iPhone.

A China representa nada menos do que um terço das vendas de smartphones mundiais. Os consumidores do país asiático estão preferindo marcas locais como Huawei, Oppo, Vivo e Xiaomi, que formaram o Top 4 das principais fabricantes de smartphones na China em 2016, segundo a Canalys.

A Apple ficou em quinto lugar, e a Samsung nem aparece no Top 5. Em 2016, as vendas de smartphones da Apple na China alcançaram 43,8 milhões de unidades, uma queda de 18,2% em comparação com 2015. E 2017 não parece muito mais animador para a companhia americana.

“Neste ano, o cenário continua feio para a Apple recuperar o desempenho que teve em 2015 na China”, afirma a analista de pesquisas da Canalys, Jessie Ding. 

A queda no mercado chinês atingiu em cheio as vendas globais da Apple, com um efeito líquido de cerca de 7% de declínio no número de iPhones comercializados globalmente.

Mas os consumidores chineses estão “aguardando o iPhone especial de 10 anos com expectativas muito altas”, aponta Ding.

O próximo iPhone pode ser bem-sucedido, mas talvez isso não seja suficiente para mudar a tendência de longo prazo dos consumidores chineses comprarem aparelhos de marcas locais.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail