Home > Notícias

IE8: ferramenta de sugestão faz captura limitada de dados, diz MS

Microsoft defende que recurso Suggested Sites, do browser, se conecta só a histórico de navegação e descarta IPs imediatamente.

Computerworld/EUA

15/09/2008 às 11h43

Foto:

A Microsoft defendeu, na sexta-feira (12/09), a ferramenta do Internet Explorer 8 que sugere sites com base nas URLs digitadas na barra de endereços, explicando que o browser limita o envio de dados à Microsoft e que os IPs dos usuários são descartados quase imediatamente.

A empresa comparou o recurso “Suggested Sites”, do IE8, ao “Suggest”, do rival Google Chrome, afirmando que o navegador da Microsoft precisa explicitamente da permissão dos usuários antes de ativar o recurso - embora ao reinstalar o browser, o pedido de autorização pode não aparecer graças a um bug.

“Nós recolhemos o mínimo possível de informações identificáveis únicas de um usuário”, explica uma diretora de programa do IE, Cyra Richardson. “Capturamos a URL que o usuário está visitando, a versão do navegador e informações locais em geral.”

Para determinar os ‘dados gerais’ e saber para onde enviar os sites sugeridos, a Microsoft também usa o IP do usuário mas, diferente do Google, descarta a informação assim que oferece as recomendações. A base de dados dos sites sugeridos não armazena os IPs dos usuários, diz Richardson.

Na semana passada, o Google anunciou que tornaria anônimas as informações recolhidas pelo recurso OmniBox, do browser Chrome - incluindo endereços IP - em 24 horas.

Richardson defende que o "Suggested Sites" não deve ser igualado ao "Google Suggest", já que o IE8 não grava cada letra digitada pelo usuário, mas apenas a URL final, que é transmitida à empresa. “Nosso recurso está conectado ao histórico do browser, não ao que o usuário digita”, diz.

Os dados que a Microsoft coleta, contudo, são gravados por 18 meses - o dobro do novo prazo de retenção, de 9 meses, anunciado pelo Google na semana passada.

A diretora não especificou que dados o IE8 coleta e o que a Microsoft faz com os mesmos após 18 meses. “Queremos ser precisos ao explicar quais informações armazenamos, e isto significa examinar o código do browser. O IE8 Beta 2 é uma oportunidade de recebermos feedback e mudarmos o produto”, explica Richardson.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail