Home > Notícias

IFA 2011: Justiça obriga Samsung a retirar o Galaxy Tab 7.7 de estande

Segundo a empresa, tablet foi removido do evento até a decisão da corte da alemã sobre a disputa de patentes com a Apple

IDG News Service

05/09/2011 às 10h29

Foto:

Chegou, mas foi embora. A Samsung Electronics apagou todas os rastros de que o Galaxy Tab 7.7 foi exibido na Internacionale Funkausstellung (IFA), em Berlim, na Alemanha, dois dias após a apresentação do tablet.

Na abertura do evento, um painel iluminado na entrada do estande destacava três produtos: o smartphone Wave, o novo tablet, e, no meio deles, o Note, dispositivo criado para ser a ponte entre tablets e smartphones. No domingo, um prancha opaca promovia o Wave, encobrindo o anúncio do tablet. A equipe do estande não quis discutir sobre o dispositivo ou sobre as mudanças. “Isso é confidencial”, afirmou um deles.

O Diretor de Relações Públicas da Samsung na Europa, Brendon Gore, falou um pouco sobre a situação do tablet.

“Tiramos da IFA ontem. Ele não está mais lá”, afirmou ontem (4/9). “Quando recebermos o comunicado oficial da corte de Dusseldorf, poderemos comentar. É tudo que posso dizer.”

Dusseldorf, na Alemanha, é onde a Apple está processando a Samsung para que a empresa suspenda as vendas do irmão mais velho do Galaxy Tab 10.1.

Parecido demais
As leis de propriedade intelectual europeias permitem que as empresas protejam a aparência de seus produtos, além dos direitos autorais, de patente e de marca registrada, reconhecidos em outras jurisdições. A Apple afirma que o visual do Galaxy Tab 10.1 é parecido demais com o iPad 2, que tem seu design registrado no Escritório de Harmonização do Mercado Interno da União Europeia.

Em 25 de agosto, a corte de Dusseldorf manteve uma liminar que obrigava a Samsung a suspender as vendas do Galaxy Tab 10.1 na Alemanha. Inicialmente a liminar baniu a importação do tablet na União Europeia, mas a corte reduziu seu escopo apenas para a Alemanha. A decisão final do caso deve ocorrer na sexta-feira, 9 de setembro.

E os advogados da Samsung já preveem a possibilidade de a corte estender a proibição à versão menor do tablet também: o Galaxy Tab 7.7 apresentado pela equipe da empresa na última quinta-feira deu à luz um adesivo de aviso em destaque: "Não está à venda na Alemanha."

Dusseldorf não é o único lugar em que a Apple e a Samsung brigam na Justiça. Em 24 de agosto, a corte baniu as importações de três smartphones da Samsung após descobrir que a empresa violou patentes da Apple, enquanto na Austrália a Samsung adiou o lançamento do Galaxy Tab 10.1 até o resultado do processo que a Apple abriu na Justiça daquele país.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail