Home > Dicas

Imprima imagens em seus CDs e DVDs para identificá-los

Funcionalidade 'lightscribe' está disponível em alguns drives ópticos e precisa de mídias especiais; saiba como funciona.

Fernando Petracioli, especial para PC World

12/09/2008 às 17h41

lightscribe_150.jpg
Foto:

Reportagem feita a partir de dúvida de leitor; saiba mais

lightscribe_150Quem não tem aquele acervo de CDs gravados, entre cópias e coletâneas pessoais, para ouvir no som do carro? E que atire a primeira pedra quem não os identifica com aquelas canetas de retroprojetor, que não são exemplo de estética refinada – pior ainda quando erramos o nome do artista, por exemplo.

Um recurso que pode ajudar no aspecto visual das mídias que gravamos é o chamado ‘lightscribe’. Esta funcionalidade, presente em alguns modelos de gravadores de CD e DVD, permite gravar texto e até imagens nas ‘costas’ do disco, isto é, na face não gravável da mídia.

O funcionamento é simples. Após gravar o conteúdo, posicionamos o disco de ‘cabeça para baixo’ no próprio driver óptico. Isso por que é o próprio laser de gravação que irá fazer o trabalho. A tradução literal de ‘lightscribe’ deixa isso claro: escrever com luz. O mesmo laser que coloca conteúdo em uma face da mídia irá queimar a oposta, marcando-a.

A operação só é possível em um tipo de mídia especial. Esses CDs/DVDs possuem uma fina camada de tinta sensível à luz e passam por um forte contraste se compararmos o estado virgem com a situação pós-exposição ao laser.

A gravação é monocromática, mas são usados diferentes tons acinzentados. E a tonalidade não é controlada pela intensidade do laser: o que vai determinar o processo é o tempo durante o qual o laser paira sobre um determinado ponto do disco.

À medida que concentramos mais e mais pontos numa mesma área, esta vai ficando mais escura. O mecanismo é análogo à impressão em escala de cinza nas impressoras a laser monocromáticas. Assim, o resultado lembra uma foto em preto e branco.

cd_lightscribe_350

Face do CD desenhada com o recurso lightscribe

Não basta o drive e a mídia
Mas, para poder utilizar esse recurso, não basta apenas que seu gravador tenha a funcionalidade. Como já dissemos, a mídia deve ser especial, mas você também precisa de um software instalado em seu PC para projetar o design que quiser imprimir.

Alguns programas para gravação de CD e DVD já vêm com um criador de estampas para CD. Entre eles, estão o Nero, que possui a funcionalidade CoverDesigner, o Easy Media Creator, o Acoustica Label Makers, entre outros. E, não raro, eles oferecem modelos pré-prontos de desenhos para serem aproveitados.

Mas essas mídias podem pesar um pouco no seu bolso: CDs e DVDs com a capacidade de serem queimados pelo método de lightscribe custam cerca de 50% a 60% mais caro do que os discos comuns. Além disso, a disponibilidade desse produto no mercado não é tão abundante. Pode ser necessário recorrer a lojas especializadas.

Quanto aos gravadores, algumas das fabricantes que eferecem drives com essa funcionalidade, estão Lacie, Mamorex e LG.

O tempo de gravação pode ser uma inconveniência. Enquanto hoje em dia grava-se um CD em poucos minutos, uma imagem bem elaborada em lightscribe pode levar até quase meia hora para ser impressa.

Ainda assim, o lightscribe é uma opção mais segura às etiquetas imprimíveis e auto adesivas, criticadas por oferecerem riscos ao tocador de CD/DVD. Elas podem causar desequilíbrio no eixo de rotação do disco – principalmente no caso de ficar uma ruga após a colagem do adesivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail