Home > Notícias

Índia terá notebook de US$ 10 para fins educacionais, diz ministra

Governo, que não divulgou especificações do equipamento, promete ainda oferecer banda larga para toda a população.

IDG News Service/Índia

29/07/2008 às 11h11

Foto:

A Índia está desenvolvendo um laptop para ser vendido por 10 dólares que será voltado para fins educacionais, declarou a Ministra de Estado para Melhoria da Educação, D. Purandeswari nesta terça-feira (29/07) em Nova Délhi.

Segundo a Ministra, as pesquisas do novo laptop de baixo custo estão sendo realizadas no Indian Institute of Science em Bangalore e no Indian Institute of Technology em Chennai. Esta medida irá ajudar a aumentar a qualidade educacional da Índia.

Leia também:
> Taiwan oferece notebook por US$ 130
> Gartner alerta para risco em laptops populares
> Veja laptops de US$ 100 em ação


Purandeswari não deu especificações do laptop de 10 dólares e não deixou claro se o preço será subsidiado pelo governo.

O governo indiano está planejando usar tecnologia da informação e comunicação para reforçar seus atuais programas de ensino à distância, tornando-os mais acessíveis.

Como parte da nova “Missão Nacional em educação através do ICT” o governo também esta trabalhando para desenvolver muitos equipamentos de baixo custo e baixo consumo de energia, de acordo com a ministra. O governo também planeja disponibilizar banda larga grátis a todos os indianos.

O país planeja usar sua banda para construir uma “rede de conhecimento” entre e dentro de instituições de ensino superior do país.
++++
A atual penetração de internet na Índia é muito baixo. O país tem 4,38 milhões de assinantes de banda larga registrados no final de junho para uma população de mais de 1,13 bilhão.

Algumas empresas locais e multinacionais como Microsoft, Intel e algumas ONGs têm trabalhado em tecnologia para educação.

A Índia não aderiu ao programa “One Laptop Per Child” depois que o ministério da educação decidiu que dar computadores para todas as crianças é “pedagogicamente suspeito” e pode, na verdade, ser prejudicial para o crescimento da criatividade e habilidades analíticas da criança.

O provedor de serviços de telecomunicações indiano, Reliance Communications tem, no entanto, feito testes do OLPC na Índia desde o ano passado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail