Home > Notícias

Instagram | Bolsonaro diz que fim de likes não é uma decisão democrática

Presidente classificou medida da rede social como uma "interferência na mídia livre"

Da Redação

19/07/2019 às 15h12

Foto: Shutterstock

Depois de afirmar ser alvo de censura por parte do WhatsApp, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), comentou nesta sexta-feira (19) sobre a decisão do Instagram em retirar a visualização pública de curtidas na plataforma. Na opinião de Bolsonaro, a medida da rede social, que começou a testar o recurso esta semana no Brasil, chega como uma "interferência na mídia livre".

"Temos hoje uma mídia completamente livre que é materializada por este pequeno instrumento aqui [disse, segurando o celular]. O Instagram não tem mais likes, é uma tentativa de interferência", declarou Bolsonaro durante um café da manhã com jornalistas da imprensa internacional. Ele também criticou a decisão ao dizer que a decisão do Instagram não é democrática para com os usuários.

"Eu acho que quem está criticando a questão daquilo ali, então, poderia dar uma força na democracia e na liberdade de imprensa no tocante aos likes no Instagram", declarou. Bolsonaro ainda diz ser a pessoa mais atacada pelas mídias sociais e pela mídia tradicional, mas que não pretende censurar os conteúdos dos demais usuários.

Na semana passada, Bolsonaro disse em entrevista à Folha de São Paulo que ele e seu governo enfrentam uma censura do WhatsApp. Isso após o mensageiro ter diminuído o número de pessoas nas quais é possível encaminhar uma mesma mensagem - a função foi implementada em janeiro deste ano.

Fonte: Jornal Destak

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail