Home > Notícias

Instalamos o Snow Leopard no PC

Teste com o Rebel EFI, software que permite rodar o sistema operacional da Apple em computadores com Windows, mostra que a ferramenta funciona, mas tem limitações

Computerworld/EUA

27/10/2009 às 12h21

Foto:

Enquanto o mundo estava atento ao lançamento do Windows 7, a fabricante de clones de Macs Psystar anunciava o software Rebel EFI, programa que permite ter vários sistemas em um único micro (inclusive o Mac OS X). Segundo a empresa, o programa pode instalar inclusive o Snow Leopard, novo sistema operacional da Apple, em qualquer PC.

Não é a primeira vez que a Psystar tenta golpear a Apple. As duas empresas se enfrentam em processos judiciais há quase dois anos quando a Apple processou a "concorrente" por vender cópias do sistema operacional Mac OS X em computadores não autorizados, baseados em processadores Intel. Segundo o contrato de licença do Mac OS X, a instalação do sistema PCs é proibida, mas a Psystar não dá ouvidos para esse aviso.

O Rebel EFI utiliza a tecnologia de virtualização dos processadores Intel Core 2 Duo, Quad, Core i7 e Nehalem para criar um ambiente compatível com a instalação do Mac OS X 10.6 Snow Leopard. Não são todos os processadores que oferecem tal tecnologia. A lista completa está disponível no site da Intel. Para deixar claro, se o seu computador não tiver o chip compatível, nem adianta gastar seu dinheiro com o software.

O Rebel EFI está disponível em duas versões: uma gratuita, porém limitada a duas horas de utilização, sem suporte para drivers e atualizações (ideal para testes de compatibilidade) e outra completa, que custa 50 dólares. Instalamos o software completo para saber do que ele é capaz.

Criando um “Hackintosh”
Em primeiro lugar, o usuário deve acessar o site da Psystar para baixar o Rebel EFI. O arquivo está no formato ISO e deverá ser gravado em um CD ou DVD para ser instalado a partir de um boot (inicialização do equipamento).

Durante a instalação do Rebel EFI,  será necessário formatar o disco rígido do computador. Um backup de arquivos é algo interessante antes de prosseguir.

psystar_laptop.jpg

Snow Leopard instalado em um notebook convencional pode sofrer limitação de hardware

Em nossos testes, decidimos fazer a instalação em dois tipos de computadores: um PC desktop e um notebook. O desktop usado para o teste está configurado com uma placa mãe DX58S0 Intel, processador Intel Nehalem i7-965, disco em estado sólido (SSD) de 80 GB, 4GB de memória RAM DDR3 Corsair (quatro módulos de 1GB) e uma placa de vídeo Nvidia Quadro FX1700.

Instalando o Snow Leopard
O processo de instalação inicial é bem simples. Ao fazer boot a partir do CD com o Rebel EFI gravado, será solicitado o DVD do Snow Leopard para iniciar o processo de instalação.

O processo levou pouco mais de uma hora – lento, se comparado com os 29 minutos marcados nos testes da Macworld num Mac mini. Durante várias etapas da instalação, suspeitamos que o computador fosse travar, mas tudo correu normalmente.

Assim que a instalação é concluída, o computador deve ser reiniciado com o CD do Rebel EFI inserido. Finalmente você será saudado com a tela de registro da Apple. Preenchemos o formulário de inscrição e fomos presenteados com uma área de trabalho do Mac OS X.

Instalando o  Rebel EFI
Pode parecer estranho, mas a próxima etapa consiste em instalar o aplicativo do Rebel EFI, caso contrário seu computador ficará sem os drivers necessários para o funcionamento do sistema. Basta acessar a pasta do CD e clicar sobre o programa de instalação do Rebel EFI.

Uma das primeiras coisas a fazer é busca os novos drivers. Todos que forem encontrados devem ser instalados. O Rebel EFI automatiza a instalação de cada componente tornando o processo mais fácil. A chave de registro será solicitada para executar esses recursos.

Assim que os drivers são instalados, o computador é reiniciado. Em nossos testes, o Snow Leopard rodou sem muitos problemas, inclusive ao utilizar o próprio aplicativo de Atualização de Software da Apple para baixar as últimas atualizações.

psystar_desktop.jpg

Tela após o reinício do computador com a instalação do Rebel EFI

Os únicos obstáculos encontrados foram o áudio (que não funcionou, talvez pelo fato da Psystar ainda não ter desenvolvido o driver adequado) e a resolução da tela limitada em 1024 por 768 pixels. Cremos que também seja uma questão de driver. Fora isso, o hardware funcionou bem.

Criando um “HackBook”
Os resultados obtidos no mesmo processo de instalação em um notebook Fujitsu T5010 foram bem diferentes. Vários componentes não funcionaram, como Wi-FI integrado, touch pad, sistema de áudio e leitor de impressões digitais. O chip gráfico GMA 4500 só gerou a resolução de 1024 por 768 pixels, quando o correto seria 1366 por 768 pixels.

Parece que a Psystar ainda tem muita coisa a fazer quando o assunto é drivers e compatibilidade.

Análise final
O Rebel EFI é uma ferramenta interessante, mas muito limitada em relação aos hardwares compatíveis. A empresa precisa criar uma lista de hardwares compatíveis em seu site para evitar transtornos e decepções de quem compra o programa e acaba tento problemas.

Talvez o aplicativo seja mais apreciado por aqueles usuários que planejam fazer a migração de PC para Mac e querem se familiarizar com o sistema. Independente da situação, não é recomendado comprar logo de início o produto, pois você corre o risco de jogar dinheiro fora. Vale fazer um teste com a versão gratuita e só depois colocar a mão no bolso.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail