Home > Notícias

Institutos de pesquisa divergem sobre participação do IE e Firefox no mercado

Para o Net Applications, navegador da Microsoft é três vezes mais usado que o da Mozilla; StatCounter discorda e diz que diferença sequer chega ao dobro.

PC World/US

06/10/2010 às 19h27

Foto:

No começo deste mês, a Net Applications revelou que a participação do Internet Explorer no mercado de navegadores havia declinado, mas continuava três vezes maior que a do seu rival mais próximo, o Firefox. Já na última terça-feira (5/10), foi a vez da StatCounter soltar os seus números, e mostrar que, pela primeira vez, o IE havia caído para um índice inferior à 50%, e que o browser da Mozilla chegara à mais de 30%.

Como é possível que um instituto afirme que o software da Microsoft tem 60% do mercado, enquanto que o outro, uma semana depois, aponte para uma percentagem menor do que 50%? De que forma, segundo o primeiro método, o Firefox está em 23% dos computadores e, no segundo, esse valor sobe para 31,5%? Ao comparamos os estudos, percebemos que os resultados são dramaticamente diferentes, e, assim, temos duas versões do mesmo fato.

A resposta é que a estatística depende da coleta de dados, e que os resultados podem ser moldados de modo a produzir um determinado efeito. Empresas como a Net Applications e a StatCounter aplicam certas regras, certos filtros, a fim de que as informações obtidas sejam traduzidas em gráficos concisos. A confusão se instaura quando não há um padrão que as igualem; essas duas companhias que medem o uso dos navegadores – e qualquer outra que faz o mesmo – não têm um entendimento quando às normas que devem ser utilizadas, às técnicas de interpretação a serem valorizadas, ou aos dados que não podem ser esquecidos.

A Net Applications explica o seu método no site: “Nós coletamos as informações a partir do acesso à nossa rede exclusiva de links analíticos e compartilhamento de conteúdo. Fazem parte dela mais de 40 mil sites, que abrangem todo o planeta, sendo que nós contamos, apenas, os usuários únicos que a visitam. Essa é somente uma parte do nosso processo para prevenir fraudes, o que garante a representação mais precisa do mercado da Internet”.

No portal da StatCounter não há nenhum texto que elucide a sua metodologia de pesquisa, portanto, é mais difícil descobrir como os dados são obtidos, seus resultados construídos, e, principalmente, a diferença entre a sua técnica e a da Net Applications. Ainda assim, está claro que elas são distintas, caso contrário, as conclusão não seriam tão divergentes.

A metodologia é uma disciplina subjetiva e é difícil argumentar se uma é mais correta ou melhor que a outra. O que pode ajudar na coerência das análises é não tentar comparar o levantamento de duas empresas; embora as escolhas da StatCounter e da Net Applications não se igualem, as pesquisas de uma usará, mês a mês, os mesmos meios, e a segunda não fará diferente. Simplesmente, eleja a que considerar mais válida e, a partir daí, use-a sempre como referência, comparando-a tão somente a si mesma.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail