Home > Notícias

Intel apresenta geração de processadores de 32 nanômetros

Nova série, que inclui os Core i3 e i5, chega aos fabricantes no ínicio do ano. Preços serão divultados na CES 2010.

IDG News Service

17/12/2009 às 19h37

Foto:

A Intel informou que os novos chips, incluindo os processadores Core i3 e Core i5, já estão sendo fabricados e encaminhados para os fabricantes de PC. A informação foi dada pelo diretor de operações da empresa, Stephen Smith, em um encontro com a imprensa em São Francisco, nos Estados Unidos.

Ao todo, integradores e fabricante estão recebendo 17 novos processadores que devem equipar PCs que chegam às lojas no início de 2010, disse Smith. Segundo ele, opreço de laptops e desktops com base nos novos chips dependerá dos fabricantes, mas os consumidores podem esperar "preços acessíveis".

Smith diz que os novos chips oferecem melhor performance gráfica se comparados à geração anterior de processadores Intel, incluindo os modelos Core 2 Duo para laptops e desktops atuais. A nova sabre de processadores integra CPU e processador gráfico em um único pacote, o que pode melhorar o desempenho gráfico enquanto consome menos energia.

Leia também:
>> Acordo com AMD pode acabar com pendências legais da Intel
>> Analistas consideram improvável aquisição da Nvidia pela Intel

>> Processador de 48 núcleos, da Intel, poderá ter 'visão' para interagir com as pessoas
>> Mercado nacional de PCs cresce até 30% em 2010, mais que na China

"Os chips são capazes de processar dois vídeos de alta definição (em streaming) ao mesmo tempo", disse o diretor de marketing para notebooks da Intel,Uday Marty. O interesse em vídeo de alta definição está aumentando e, além disso, os chips gráficos dentro das CPUs também serão capazes de decodificar filmes Blu-ray. A integração, diz Marty, libera a CPU para a realização de ourras tarefas de processamento.

A melhora no desempenho ocorre pois esses processadores executam mais de uma tarefa em cada núcleo, Marty disse. Por exemplo, um chip Core i5 dual core será capaz de executar quatro tarefas ao mesmo tempo; comparativamente, os processadores Core 2 Dua e Dual Core executam apenas duas tarefas simultanemamente, tanto para desktops, quanto notebooks.

A tecnologia chamada Turbo Boost também permite um processamento mais rápido e economia de energia. Dependendo das funções, os processadores podem reduzir a velocidade dos núcleos separadamente e até mesmo desligar núcleos que não estão sendo utilizados.

Vale a pena ler também:
>> Core i9: seus seis núcleos oferecem ganho de desempenho de até 50%
>> Confira os primeiros testes de um notebook com Core i7 mobile
>> Conheça o MegaPro, primeiro desktop no Brasil a vir com o Core i7

>> Dispositivos móveis superarão desktops no acesso à web em cinco anos

Os chips, que levam os codinomes de Arrandale (para desktops) e
Clarkdale (para notebooks), utilizam processo de fabricação de 32
nanômetros.

Os atuais processadores da família Nehalem (codinome Westmere), que incluem o Core i5, Core i7 e Xeon 5500 (este direcionado para servidores) são fabricados utilizando processo de 45 nanômetros. Os chips Nehalem possuem um controlador de memória dentro do processador e um barramento especial que aumentam muito a velocidade de comunicação da CPU com os componentes do PC.

 Os executivos da empresa não falaram sobre as velocidades de clock (frequência) nem sobre preços, informacões que serão divulgadas durante a Consumer Electronics Show, que será realizada em Las Vegas entre os dias 7 e 10 de janeiro próximo.

Mas executivos da Intel, no passado, já haviam informado que as frequências de trabalho dos chips poderão ser semelhantes à frequência dos laptops existentes, mas com desemepenho melhor, pois executam mais tarefas em cada núcleo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail