Home > Notícias

Intel faz aporte de US$ 43 milhões em operadora japonesa de WiMax

A UQ Communications promete lançar em 1º de julho a rede mais rápida do mundo de WiMax em Tóquio, com velocidade de 40 Mbps

IDG News Service / Japão

08/06/2009 às 8h51

Foto:

O braço de investimentos da Intel, chamado Intel Capitals, vai fazer um aporte de 43 milhões de dólares em uma operadora japonesa de WiMax. A UQ Communications promete lançar em 1º de julho a rede mais rápida do mundo de WiMax em Tóquio, que deverá alcançar velocidades de até 40 megabits por segundo (Mbps) para download e 10 Mbps para upload.

Além da Intel, a nova operadora tem o apoio da KDDI, a segunda operadora de telefonia células do Japão, da JR East (operadora de trens japonesa), a fabricante de celulares e eletrônicos Kyocera, a Daiwa Securities e o Tokyo Mitsubishi Bank.

Apesar de ter largado na frente em termos de telefonia celular 3G, o Japão ainda está atrás na oferta de banda larga móvel. Apenas recentemente a E-Mobile começou a oferecer um plano de banda larga móvel (via redes HSDPA) com tarifa fixa e a possibilidade de navegar o quanto quiser.

A medida fez com que a NTT DoCoMo, maior operadora de telefonia células japonesa, entrasse nesse mercado. A companhia promete oferecer acesso ilimitado à internet no fim do ano, via rede HSUPA - mais rápida que a da E-Mobile - e com velocidade de até 5,7 Mbps.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail