Home > Notícias

Intel inaugura loja de aplicativos para netbooks

Loja tem aplicativos grátis e pagos, feitos sob medida para as telas dos portáteis

Computerworld/EUA

14/09/2010 às 17h06

Foto:

A Intel deu início ao segundo dia de sua conferência para desenvolvedores com o lançamento oficial de sua app store e a apresentação de novos processadores Atom.

A loja AppUp Center, que estreou no começo do ano em modo beta, estreia nesta terça-feira (14/9), disse a vice-presidente sênior e gerente geral do Grupo de Software e Serviços da Intel, Renee James, durante a primeira apresentação do dia no Intel Developer Forum, em São Francisco (EUA).

O AppUp Center é uma loja voltada para consumidores e que oferece aplicativos grátis e pagos para entretenimento, produtividade, redes e jogos. Os aplicativos são feitos sob medida para netbooks, em termos de tamanho de tela e mobilidade, segundo a Intel.

A Intel também lançou um novo chip Atom que era conhecido até então como Groveland. Doug Davis, vice-presidente do grupo de arquitetura da Intel, revelou o novo Atom CE4200, que foi projetado para TVs inteligentes (smart TVs).

Davis também mostrou o Intel Processor E600, que era conhecido por Tunnel Creek. O E600 foi projetado para ser embutido em coisas como redes inteligentes e sistemas de informação e entretenimento veicular.

"A Internet tornou-se um ambiente rico para trabalho e diversão, mas é só o começo para dispositivos de mão, eletrônicos de consumo e aplicações embutidas", disse Davis. "O Atom abre todo um novo universo de aplicações... Imagine uma esteira que se conecta à Internet e que lhe ofereça aquele programa TV que você perdeu na semana passada, ou que possa sintonizar na sua rádio web preferida".

Dan Olds, analista do The Gabriel Consulting Group, disse que a Intel tem tomado boas decisões ao mirar os mercados de pequenos aparelhos e tecnologia embarcada. Os chips anunciados hoje podem não ser revolucionários, mas marcam avanços no mercado, segundo Olds.

"Este é um mercado importante para a Intel", acrescentou. "Apesar de os preços por chip serem baixos, os volumes são absolutamente grandes. Se a Intel puder, em preço e desempenho, posicionar seus processadores como padrões apenas para set top boxes, as vendas em termos de unidades seriam massivas. A Intel não quer ver este mercado nas mãos dos processadores ARM ou de outra empresa. Por isso, estão saindo com seus processadores Atom para ganhar."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail