Home > Notícias

Intel quer estar em todos os Chromebooks e anuncia vários modelos

Máquinas da Lenovo, ASUS, Acer serão baseadas no novo processador “Bay Trail-M”. Dell, LG e Acer também terão modelos com o processador Intel Core i3.

Mark Hachman, PCWorld EUA

06/05/2014 às 16h27

Chromebook_Generico_Abre-520px.jpg
Foto:

Se os Chromebook da Google são a “próxima onda”, a Intel quer ter certeza de que fará parte dela.

Nesta terça-feira vários fabricantes anunciaram planos para construir notebooks de baixo custo baseados na versão mobile do processador Intel Atom “Bay Trail”, chamado Bay Trail-M. O Lenovo N20p provavelmente é o modelo de maior destaque, mas outros fabricantes comoa Acer, ASUS e Toshiba também anunciaram seus planos.

O processador Bay Trail-M irá levar a marca “Celeron”, que a Intel historicamente associou a produtos de entrada com baixo custo. A empresa também anunciou que vários Chromebooks serão baseados no processador Core i3, o “caçula” da família Core. A Intel também afirmou que será a única fabricante de processadores a suportar uma versão de 64-Bit do Chrome OS, que ainda não foi anunciada pela Google.

Até o momento vários Chromebooks foram desenvolvidos tendo como base processadores ARM, incluindo os “Exynos” que a Samsung produz para uso próprio em seus Chromebooks e smartphones, e também oferece a empresas como a HP, que os usa em seu Chromebook 11. Executivos da Intel disseram que em 2014 20 projetos de Chromebooks serão baseados em seus processadores, em contraste a apenas 4 no final de 2013.

A estratégia da Intel é se assegurar de que, se existe um dispositivo para computação, ele funcione melhor com seus processadorees, disse Navin Shenoy, um vice-presidente da Intel e Gerente Geral na divisão “Mobile Client Platforms”, que engloba dispositivos portáteis de computação pessoal. “Suportaremos múltiplos sistemas operacionais e queremos que nossos processadores funcionem melhor com eles”, disse ele.

Executivos da Intel alegam que os novos Chromebooks baseados em seus processadores Bay Trail-M terão até 11 horas de autonomia de bateria. As máquinas terão interfaces Wi-Fi no padrão 802.11ac, e segundo Shenoy serão até 4 vezes mais rápidas que “arquiteturas alternativas” (leia: ARM) na execução de apps na web, e até 3 vezes mais rápidas em apps nativos do Chrome OS como o QuickOffice.

A ascensão dos Chromebooks

Caesar Sangupta, um diretor de produto do Google, disse que na Amazon sete dos 20 noteboks mais vendidos são Chromebooks, e que os seis notebooks mais bem avaliados pelos próprios consumidores são todos Chromebooks. Milhares de escolas, mais de 10 mil, nos EUA compraram Chromebooks para seus alunos, um salto em relação às 2 mil em setembro passado, disse ele.

"O ritmo é sólido, e está aumentando”, disse Sangupta. “Estamos muito felizes com isso”.

De acordo com Sangupta nas próximas semanas os usuários do Google poderão ver filmes do Google Play mesmo offline, usando o app Google Play no Chrome OS.

Os novos Chromebooks

A Lenovo já fabrica dois Chromebooks: o ThinkPad 11e e o ThinkPad Yoga 11e, ambos voltados ao mercado educacional. Nesta terça-feira a empresa anunciou mais dois modelos, os primeiros voltados ao consumidor: o N20 e o N20p, uma variante equipada com uma tela sensível ao toque capaz de registrar 10 pontos simultâneamente e girar 300º.

Lenovo_N20p_Abre-520px
Lenovo N20p com a tela no modo "porta retrato"

A Intel também disse que irá desenvolver uma nova versão de sua plataforma de referência de “netbooks” para o mercado educacional, que agora será baseada no Chrome OS e no processador Bay Trail-M.

Mas isso é só o começo.

A ASUS anunciou o C200, um modelo com tela de 11,6”, e o C300, com tela de 13,3”, que chegam às lojas em meados deste ano por um preço ainda não divulgado. A Acer também anunciou seu primeiro Chromebook com um processador Bay Trail-M, que estará nas lojas ainda neste ano.

Um segundo grupo de Chromebooks será baseado no processador Intel Core i3, e terá preço de cerca de US$ 349, disse Shenoy. A Acer e a Dell serão duas empresas que irão atualizar suas linhas de Chromebooks com processadores Intel Core i3, disse ele: a Dell terão uma versão Core i3 de seu Chromebook 11, e a Acer terá uma nova versão do C720. A Dell não anunciou preços, mas a Acer disse que sua máquina também custará cerca de US$ 349.

Neste grupo também está incluso o Chromebase (22CV241) da LG, o primeiro desktop “All in One” com o Chrome OS, que foi anunciado durante a CES 2014. Shenoy disse que o Chromebase estará disponível nos EUA a partir de 26 de Maio, em uma variedade de revendedores, por US$ 349.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail