Home > Notícias

iOS x Android repete briga entre PCs e Macs

Batalha entre os sistemas móveis traz muitas semelhanças com disputa de plataformas para computadores; de qual lado você está?

PC World / EUA

07/11/2011 às 12h35

Foto:

Os smartphones e tablets estão se tornando os computadores da nossa época, e há dois nomes principais nesse jogo: o iOS, da Apple, e o Android, da Google, dominam os smartphones, com a RIM (BlackBerry) e a Microsoft (WP7) sendo apenas jogadores de nicho.

Toda a situação parece muito familiar, levando de volta para a batalha entre PCs e Macs, e o analista Jack Brown sugere que o resultado será o mesmo, com o Android dominando o mercado até 2014. Mas o que você pode aprender do passado sobre o gerenciamento de plataformas móveis no local de trabalho?

Mac x  PC
No início da era dos computadores pessoais, nos anos 1980, a Apple desenvolveu o Mac, que permitia a uma pessoa comum usar o computador. Era um aparelho fácil de usar, e muito melhor para os gráficos do que qualquer outra coisa disponível no mercado. Por isso, as fabricantes de software criavam para o Mac, o queridinho dos editores e artistas gráficos.

A Microsoft lançou o Windows não muito tempo depois da chegada do Mac, e à medida que o sistema melhorava, mais programas era disponibilizados para o PC. Quando ainda havia igualdade, você podia encontrar a maioria dos softwares mais famosos tanto para Mac quanto para PC. Como houve uma competição no mercado de PCs pelo fato de o Windows ser disponibilizado para várias fabricantes de hardware, os preços caíram e as vendas aumentaram.

Hoje, a Microsoft domina o mercado de computadores pessoais, com a Apple liderando apenas alguns nichos que tendem a focar mais em artes criativas como design, música e vídeo. Encontrar seu programa favorito no Mac é um desafio já que criar versões para ambas as plataformas pode ser caro, e a maioria das empresas realiza seus lançamentos na plataforma dominante, o Windows.

Leia também:

- Opinião: Quer o Android mais recente? Melhor esperar sentado

  • ios4300
    Lançado em 2007, o iPhone é considerado o 1º smartphone do mercado
     

iOS vs. Android

 

Muitas pessoas consideram o iPhone, lançado em 2007, o primeiro smartphone de verdade do mundo, tornando fácil para o usuário comum ter o poder de um computador em seu bolso. Como sugere o famoso slogan da Apple, “Há um aplicativo para isso” ("There´s an app for that"), você pode fazer quase tudo com esses aparelhos bonitos e fáceis de usar. As pessoas adotaram o iPhone, os desenvolvedores escreveram apps para o iOS, e a concorrência correu atrás.

Então a Google lançou o Android em 2008, e com a chegada dos primeiros aparelhos, os desenvolvedores começaram a criar apps para a plataforma. O Android pode ser licenciado por qualquer fabricante, o que fez com que fosse adotado por muitos, e a variedade de aparelhos alcança todas as faixas de preço. A loja de apps Android Market cresceu e deve superar a rival App Store, da Apple, em alguns meses. E a venda de aparelhos Android já supera o iPhone em uma margem de 2 para 1 nos Estados Unidos, de acordo com pesquisas recentes.

Inovação vs. plataforma mais popular
As duas histórias são parecidas, colocando a inovadora Apple contra um nome popular – seja a Microsoft ou a Google – e um sistema de fabricante único contra outro de várias fabricantes. O inovador, no caso, lança a tendência e ganha os primeiros usuários, mas o nome mais popular com vários fabricantes acaba ganhando no final graças aos preços menores e maior variedade de opções. No mercado de tablets, a Apple domina com o seu iPad, com o Android ainda bem atrás. Mas os analistas preveem que em dois ou três anos, a “maçã” ocupará o segundo lugar nessa disputa.

A lição
Mas como isso tudo afeta as pequenas empresas usando essas plataformas? No passado, muitas companhias começavam com os Macs, mudavam para um ambiente misturado de Macs e PCs por um tempo, e eventualmente se "rendiam" aos PCs. Os custos extras envolvidos em gerenciar duas plataformas, além de problemas de compatibilidade e oferta de softwares, tornaram essa migração inevitável. 

As mesmas considerações se aplicam agora às empresas que precisam lidar com serviços móveis. Os smartphones podem realizar muitas tarefas, mas os tablets são mais capazes para a maioria das necessidades corporativas e têm mais possibilidade de desempenhar um papel nas estratégias das companhias. Mas então você deve construir seu plano de TI (tecnologia de informação) em torno dos iPads que dominam o mercado atualmente? Ou você deve esperar mais um tempo e desenvolver seu projeto com tablets Android, que devem tornar-se a plataforma mais usada a longo prazo?

Com a virtualização atual, opções de acesso remoto, e computação na nuvem (cloud computing), a compatibilidade deixou de ser um problema, mas gerenciar hardware continua sendo. No final das contas, esperar pelos tablets Android é a aposta segura. O mercado geral de tablets será mais maduro, a disponibilidade de apps e aparelhos será melhor, e gerenciar e integrar os aparelhos em um ambiente corporativo será mais fácil. É por essas razões que o Android vai se tornar a plataforma padrão para as empresas, assim como aconteceu com o Windows. Qual a sua escolha?

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail